Show Menu
TÓPICOS×

Chamadas de serviço da Web

Informações gerais

Todos os métodos de API são apresentados na forma de serviços da Web. Isso permite gerenciar todas as funções de Adobe Campaign por meio de chamadas SOAP, que são o ponto de entrada nativo do servidor de aplicativos Adobe Campaign. O console Adobe Campaign usa somente chamadas SOAP.
Os serviços da Web permitem que você crie vários aplicativos a partir de um sistema de terceiros:
  • Alertas síncronos, notificação e execução de templates do delivery em tempo real de um back office ou sistema de transações,
  • Desenvolvimento de interfaces especiais com funcionalidade simplificada (interfaces Web, etc.),
  • Alimentação e pesquisa de dados na base de dados, respeitando as regras comerciais e permanecendo isolados do modelo físico subjacente.

Definição de serviços Web

A definição dos serviços Web implementados no servidor de aplicativos Adobe Campaign está disponível nos schemas de dados.
Um serviço da Web é descrito na gramática dos schemas de dados e está disponível a partir do <methods> elemento.
<methods>
  <method name="GenerateForm" static="true">
    <help>Generates the form in Mail or Web mode</help>
    <parameters>
      <param name="formName" type="string" desc="Name of form"/>
      <param name="mailMode" type="boolean" desc="Generate a form of type Mail"/>
      <param name="result" type="string" inout="out" desc="Result "/>
    </parameters>
  </method>
</methods>

Aqui temos um exemplo da definição do método chamado GenerateForm .
A descrição dos start de serviço com o <method> elemento. A lista de parâmetros do método é concluída a partir do <parameters> elemento. Cada parâmetro é especificado por um nome, um tipo (Booliano, string, DOMElement etc.) e uma descrição. O atributo "inout" com o valor "out" permite especificar que o parâmetro "resultado" está na saída da chamada SOAP.
A presença do atributo "static" (com o valor "true") descreve esse método como static, o que significa que todos os parâmetros do método devem ser declarados.
Um método "const" tem implicitamente um documento XML no formato de seu schema associado como entrada.
Uma descrição completa do <method> elemento de um schema está disponível no capítulo "Referências do Schema" em <method> direcionado <method> direcionado.
Exemplo do método "const"-type "ExecuteQuery" do schema "xtk:queryDef":
<method name="ExecuteQuery" const="true">
  <help>Retrieve data from a query</help>
  <parameters>
    <param desc="Output xml document" name="output" type="DOMDocument" inout="out"/>
  </parameters>
</method>

O parâmetro de entrada desse método é um documento XML no formato do schema "xtk:queryDef".

Descrição do serviço Web: WSDL

Um arquivo WSDL (Web Service Description Library) está disponível para cada serviço. Esse arquivo XML usa um idioma de metalagem para descrever o serviço e especificar os métodos, parâmetros e o servidor disponíveis para entrar em contato para executar o serviço.

Geração de arquivos WSDL

Para gerar um arquivo WSDL, insira o seguinte URL de um navegador da Web:
[https:// <server> /nl/jsp/schemawsdl.jsp?schema= <schema>
Com:
  • <server> : o servidor de aplicativos Adobe Campaign (nlserver web)
  • <schema> : Chave de identificação do schema (namespace:schema_name)

Exemplo do método 'ExecuteQuery' do schema 'xtk:queryDef'

O arquivo WSDL é gerado do URL:
Um start de descrição WSDL definindo os tipos usados para formar mensagens, associadas em "portas", conectadas a um protocolo por "vínculos" formando serviços da Web.

Tipos

As definições de tipo são baseadas em schemas XML. Em nosso exemplo, o método "ExecuteQuery" utiliza uma string "s:string" e um documento XML ( <s:complextype> ) como parâmetros. O valor de retorno do método ("ExecuteQueryResponse") é um documento XML ( <s:complextype> ).
<types>
<s:schema elementFormDefault="qualified" targetNamespace="urn:xtk:queryDef">
  <s:element name="ExecuteQuery">
    <s:complexType>
      <s:sequence>
        <s:element maxOccurs="1" minOccurs="1" name="sessiontoken" type="s:string"/>
        <s:element maxOccurs="1" minOccurs="1" name="entity">
          <s:complexType>
            <s:sequence>
              <s:any/>
            </s:sequence>
          </s:complexType>
        </s:element>
      </s:sequence>
    </s:complexType>
  </s:element>
  <s:element name="ExecuteQueryResponse">
    <s:complexType>
      <s:sequence>
        <s:element maxOccurs="1" minOccurs="1" name="pdomOutput">
          <s:complexType mixed="true">
            <s:sequence>
              <s:any/>
            </s:sequence>
          </s:complexType>
        </s:element>
      </s:sequence>
    </s:complexType>
  </s:element>

Mensagens

A <message> descreve os nomes e os tipos de um conjunto de campos a serem enviados. O método usa duas mensagens para passar como parâmetro ("ExecuteQueryIn") e o valor de retorno ("ExecuteQueryOut").
<message name="ExecuteQueryIn">
  <part element="tns:ExecuteQuery" name="parameters"/>
</message>

<message name="ExecuteQueryOut">
  <part element="tns:ExecuteQueryResponse" name="parameters"/>
</message> 

PortType

O <porttype> associa as mensagens na operação "ExecuteQuery" acionada pelo query ("entrada") que gera uma resposta ("saída").
<portType name="queryDefMethodsSoap">
  <operation name="ExecuteQuery">
    <input message="tns:ExecuteQueryIn"/>
    <output message="tns:ExecuteQueryOut"/>
  </operation>
</portType>

Vínculo

A <binding> parte especifica o protocolo de comunicação SOAP ( <soap:binding> ), o transporte de dados em HTTP (valor do atributo "transporte") e o formato de dados para a operação "ExecuteQuery". O corpo do envelope SOAP contém os segmentos de mensagem diretamente sem transformação.
<binding name="queryDefMethodsSoap" type="tns:queryDefMethodsSoap">
  <soap:binding style="document" transport="http://schemas.xmlsoap.org/soap/http"/>
  <operation name="ExecuteQuery">
    <soap:operation soapAction="xtk:queryDef#ExecuteQuery" style="document"/>
    <input>
      <soap:body encodingStyle="http://schemas.xmlsoap.org/soap/encoding/" namespace="urn:xtk:queryDef" use="literal"/>
    </input>
    <output>
      <soap:body encodingStyle="http://schemas.xmlsoap.org/soap/encoding/" namespace="urn:xtk:queryDef" use="literal"/>
    </output>
  </operation>
</binding>

Serviço

A <service> parte descreve o serviço "XtkQueryDef" com seu URI no URL do servidor de aplicativos Adobe Campaign.
<service name="XtkQueryDef">
  <port binding="tns:queryDefMethodsSoap" name="queryDefMethodsSoap">
    <soap:address location="https://localhost/nl/jsp/soaprouter.jsp"/>
  </port>
</service>

Conectividade

O Adobe Campaign aumentou a segurança dos mecanismos de autenticação ao introduzir zonas de segurança (consulte o capítulo Definição de zonas de segurança nesta seção ), bem como configurações de gerenciamento de sessão.
Há dois modos de autenticação disponíveis:
  • por meio de uma chamada para método() de logon. Esse modo gera um token de sessão e um token de segurança. É o modo mais seguro e, portanto, o mais recomendado.
ou
  • por meio do login + senha do Adobe Campaign que cria um token de sessão. O token de sessão expira automaticamente após um período definido. Este modo não é recomendado e requer a redução das configurações de segurança do aplicativo para algumas configurações de zona (allowUserPassword="true" e sessionTokenOnly="true").

Características do token de sessão

O token de sessão tem as seguintes características:
  • um ciclo de vida de X hora (o ciclo de vida é configurável no arquivo 'serverConf.xml', o período padrão é de 24 horas)
  • uma construção aleatória (ela não contém mais o logon do usuário e a senha)
  • quando acessado pela Web:
    • o token de sessão se torna um token permanente, não é destruído quando o navegador é fechado
    • é colocado em um cookie SOMENTE HTTP (os cookies devem ser ativados para operadores)

Características do token de segurança

O token de segurança tem as seguintes características:
  • é gerado do token de sessão
  • tem um ciclo de vida de 24 horas (configurável no arquivo 'serverConf.xml', o período padrão é de 24 horas)
  • é armazenado no console Adobe Campaign
  • quando acessado pela Web:
    • é armazenado em um documento.propriedade __securityToken
    • os URLs da página são atualizados para atualizar o token de segurança
    • os formulários também são atualizados por meio de um campo oculto que contém o token

Movimento do token de segurança

Quando acessado pelo console, é:
  • transmitida na resposta de logon (no cabeçalho HTTP)
  • usado em cada query (no cabeçalho HTTP)
De um POST e GET HTTP:
  • o servidor conclui os links com o token
  • o servidor adiciona um campo oculto aos formulários
De uma chamada SOAP:
  • é adicionado aos cabeçalhos de chamada

Exemplos de chamadas

  • Usando HttpSoapConnection/SoapService :
      var cnx = new HttpSoapConnection("https://serverURL/nl/jsp/soaprouter.jsp");
    var session = new SoapService(cnx, 'urn:xtk:session');
    session.addMethod("Logon", "xtk:session#Logon",
                        ["sessiontoken", "string", "Login", "string", "Password", "string", "Parameters", "NLElement"],
                        ["sessionToken", "string", "sessionInfo", "NLElement", "securityToken", "string"]);
    
    var res = session.Logon("", "admin", "pwd", <param/>);
    var sessionToken = res[0];
    var securityToken = res[2];
    
    cnx.addTokens(sessionToken, securityToken);
    var query = new SoapService(cnx, 'urn:xtk:queryDef');
    query.addMethod("ExecuteQuery", "xtk:queryDef#ExecuteQuery",
                        ["sessiontoken", "string", "entity", "NLElement"],
                        ["res", "NLElement"]);
    
    var queryRes = query.ExecuteQuery("", <queryDef operation="select" schema="nms:recipient">
              <select>
                <node expr="@email"/>
                <node expr="@lastName"/>
                <node expr="@firstName"/>
              </select>
              <where>
                <condition expr="@email = 'joe.doe@aol.com'"/>
              </where>
            </queryDef>);
    logInfo(queryRes[0].toXMLString())
    
    
  • Usando HttpServletRequest :
Os URLs usados nas seguintes chamadas HttpServletRequest devem estar na lista permitida na seção de permissões de url do arquivo serverConf.xml . Isso também é válido para o URL do próprio servidor.
Execução de logon():
var req = new HttpClientRequest("https://serverURL/nl/jsp/soaprouter.jsp");
req.header["Content-Type"] = "text/xml; charset=utf-8";
req.header["SOAPAction"] =   "xtk:session#Logon";
req.method = "POST";
req.body = '<soapenv:Envelope xmlns:soapenv="http://schemas.xmlsoap.org/soap/envelope/" xmlns:urn="urn:xtk:session">' +
  '<soapenv:Header/>' +
  '<soapenv:Body>' +
      '<urn:Logon>' +
          '<urn:sessiontoken></urn:sessiontoken>' +
          '<urn:strLogin>LOGIN_HERE</urn:strLogin>' +
          '<urn:strPassword>PASSWORD_HERE</urn:strPassword>' +
          '<urn:elemParameters></urn:elemParameters>' +
      '</urn:Logon>' +
  '</soapenv:Body>' +
'</soapenv:Envelope>';
req.execute();
         
var resp = req.response;
var xmlRes = new XML(String(resp.body).replace("<?xml version='1.0'?>",""));
var sessionToken = String(xmlRes..*::pstrSessionToken);;
var securityToken = String(xmlRes..*::pstrSecurityToken);

Execução do Query:
var req2 = new HttpClientRequest("https://serverURL/nl/jsp/soaprouter.jsp");
req2.header["Content-Type"] = "text/xml; charset=utf-8";
req2.header["SOAPAction"] =   "xtk:queryDef#ExecuteQuery";req2.header["X-Security-Token"] = securityToken;
req2.header["cookie"]           = "__sessiontoken="+sessionToken;
req2.method = "POST";
req2.body = '<soapenv:Envelope xmlns:soapenv="http://schemas.xmlsoap.org/soap/envelope/" xmlns:urn="urn:xtk:queryDef">' +
           '<soapenv:Header/><soapenv:Body><urn:ExecuteQuery><urn:sessiontoken/><urn:entity>' +
              '<queryDef operation="select" schema="nms:recipient">' +
                '<select><node expr="@email"/><node expr="@lastName"/><node expr="@firstName"/></select>' +
                '<where><condition expr="@email = \'john.doe@aol.com\'"/></where>' +
              '</queryDef>' +
         '</urn:entity></urn:ExecuteQuery></soapenv:Body></soapenv:Envelope>';
req2.execute();
var resp2 = req2.response;
logInfo(resp2.body)