Show Menu
TÓPICOS×

Elementos e atributos

Ao editar um schema, um sistema de aprovação baseado no schema de origem (xtk:srcSchema) está disponível. Alguns erros também podem ser detectados ao atualizar o banco de dados usando a "Atualização da estrutura do banco de dados..." assistente.
Por padrão, em schemas Adobe Campaign, todos os atributos de tipo booleano são "falsos". Para ativá-los, é necessário especificar o atributo no schema e definir seu valor como "true".

<attribute> direcionado

Modelo de conteúdo

atributo:==help

Atributos

_operation (string), advanced (boolean), applyIf (string), autoIncrement (booleano), pertenceTo (string), dataPolicy (string), dbEnum (string), defOnDuplicate (booleano), default (string), desc (string), edit (string), enum (string), expr (string), feature (string) featureDate (boolean), img (string), inout (string), label (string), length (string), localizable (boolean), name (MNTOKEN), notNull (boolean), pkgStatus (string), ref (string), required (boolean), sql (boolean), sqlDefault (string) name (string), sqltable (string), público alvo (MNTOKEN), template (string), traduzdefault (string), traduzidaExpr (string), type (MNTOKEN), user (boolean), userEnum (string), visibleIf (string), xml (booleano)

Pais

<element>

Crianças

<help>

Descrição

<attribute> permitem definir um campo no banco de dados.

Utilização e contexto de utilização

<attribute> os elementos devem ser declarados em um <element> elemento.
A sequência na qual <attribute> os elementos são definidos em um <srcschema> não afeta a sequência de criação de campos no banco de dados. A sequência de criação será alfabética.

Descrição do atributo

  • _operation (cadeia de caracteres) : define o tipo de gravação no banco de dados.
    Este atributo é usado principalmente ao estender schemas prontos para uso.
    Os valores acessíveis são:
    • "nenhum": apenas reconciliação. Isso significa que o Adobe Campaign recuperará o elemento sem atualizá-lo ou gerar um erro se ele não existir.
    • "insertOrUpdate": atualizar com inserção. Isso significa que o Adobe Campaign atualizará o elemento ou o criará se ele não existir.
    • "Inserir": inserção. Isso significa que o Adobe Campaign inserirá o elemento sem verificar se ele existe.
    • "update": atualizar. Isso significa que o Adobe Campaign atualizará o elemento ou gerará um erro se ele não existir.
    • "delete": exclusão. Isso significa que o Adobe Campaign recuperará e excluirá elementos.
  • avançado (booleano) : quando essa opção é ativada (@advanced="true"), ela permite ocultar o atributo na lista de campos disponíveis acessíveis para configurar uma lista em um formulário.
  • applyIf (string) : esse atributo permite tornar os campos opcionais. O <attribute> elemento será considerado ao atualizar o banco de dados quando a restrição for cumprida. "applyIf" recebe uma expressão XTK.
  • autoIncrement (booleano) : se essa opção estiver ativada, o campo se tornará um contador. Isso permite incrementar um valor (na maioria das IDs). (uso externo)
  • pertenceTo (string) : pega o nome e a namespace da tabela que compartilha o campo e preenche o schema onde o atributo é declarado. (usado somente em uma <schema> ).
  • dataPolicy (string) : permite especificar restrições de aprovação em valores permitidos no campo SQL ou XML. Os valores para este atributo são:
    • "nenhum": sem valor
    • "smartCase": letras maiúsculas e minúsculas
    • "lowerCase": todas as minúsculas
    • "upperCase": todas as maiúsculas
    • "email": endereço de email
    • "phone": número de telefone
    • "identificador": nome do identificador
    • "resIdentifier": nome do arquivo
  • dbEnum (string) : recebe o nome interno de uma lista discriminada "fechada". Os valores de lista discriminada devem ser definidos no <srcschema> .
  • defOnDuplicate (booleano) : se esse atributo estiver ativado, quando um registro for duplicado, o valor padrão (definido em @default) será automaticamente reaplicado ao registro.
  • padrão (string) : permite definir o valor do campo padrão (chamada para uma função, valor padrão). Este atributo recebe uma expressão XTK.
  • desc (string) : permite inserir uma descrição do atributo. Essa descrição é exibida na barra de status da interface.
  • edit (string) : esse atributo especifica o tipo de entrada que será usado no formulário vinculado ao schema.
  • enum (string) : recebe o nome da lista discriminada vinculada ao campo. A lista discriminada pode ser inserida no mesmo schema ou em um schema remoto.
  • expr (string) : define uma expressão de pré-cálculo de campo. Este atributo recebe uma expressão Xpath ou XTK.
  • recurso (string) : define um campo de características: Esses campos são usados para estender os dados em uma tabela existente, mas com armazenamento em uma tabela em anexo. Os valores aceitos são:
    • "compartilhado": o conteúdo é armazenado em uma tabela compartilhada por tipo de dados
    • "dedicado": o conteúdo é armazenado em uma tabela dedicada
    As tabelas de características SQL são criadas automaticamente com base no tipo de característica:
    • dedicado: Ft_[name_of_the_schema_containing_the_characteristic]_[name_of_the_characteristic]
    • shared: Ft_[type_of_key_of_the_schema_containing_the_characteristic]_[type_of_the_characteristic]
    Há dois tipos de campos de características: campos o๠simples onde um único valor é autorizado sobre a característica e o๠campos de múltipla escolha, onde a característica está vinculada a um elemento de coleção que pode conter vários valores.
    Quando uma característica é definida em um schema, esse schema deve ter uma chave principal baseada em um único campo (chaves compostas não são autorizadas).
  • featureDate (booleano) : vinculado ao campo de características "@feature". Se o valor for "true", ele permitirá que você descubra quando o valor foi atualizado pela última vez.
  • img (string) : permite definir um caminho para uma imagem vinculada a um campo (namespace + nome da imagem) (por exemplo: img="cus:mypicture.jpg"). Fisicamente, a imagem deve ser importada para o servidor de aplicativos.
  • label (string) : rótulo vinculado ao campo, destinado principalmente ao usuário na interface. Isso permite evitar restrições de nomenclatura.
  • length (string) : máx. número de caracteres para um valor da "string", digite campo SQL. Se o atributo "@length" não for especificado, o Adobe Campaign criará automaticamente um campo para 255 caracteres.
  • localizável (booleano) : se estiver ativado, esse atributo informará a ferramenta de coleta para recuperar o valor do atributo "@label" para conversão (uso interno).
  • name (MNTOKEN) : nome do atributo que corresponderá ao nome do campo na tabela. O valor do atributo "@name" deve ser curto, de preferência em inglês, e estar em conformidade com as restrições de nomenclatura XML.
    Quando o schema é gravado no banco de dados, os prefixos são adicionados automaticamente ao nome do campo por Adobe Campaign:
    • "i": prefixo para o tipo 'integer'.
    • "d": prefixo para o tipo "duplo".
    • "s": prefixo para o tipo de string de caractere.
    • "ts": prefixo para o tipo 'date'.
    Para definir completamente o nome do campo na tabela, use a opção "@sqlname" ao definir um atributo.
  • notNull (booleano) : permite redefinir o comportamento do Adobe Campaign em relação ao gerenciamento de registros NULL no banco de dados. Por padrão, os campos numéricos não são nulos e os campos de cadeia de caracteres e de tipo de data podem ser nulos.
  • pkgStatus (string) : durante as exportações do pacote, os valores são considerados dependendo do valor de "@pkgStatus":
    • "always": está sempre presente
    • "nunca": nunca presente
    • "padrão (ou nada)": o valor é exportado, exceto se for o valor padrão ou se não for um campo interno que não seja compatível com outras instâncias.
  • ref (string) : esse atributo define uma referência a um <attribute> elemento compartilhado por vários schemas (fator de definição). A definição não é copiada para o schema atual.
  • obrigatório (booleano) : se este atributo estiver ativado (@required="true"), o campo será realçado na interface. O rótulo do campo será vermelho nos formulários.
  • sql (booleano) : se esse atributo estiver ativado (@sql="true"), ele forçará o armazenamento do atributo SQL, mesmo quando o elemento que contém o atributo tiver a propriedade xml="true".
  • sqlDefault (string) : esse atributo permite que você defina o valor padrão considerado para a atualização do banco de dados se o atributo @notNull estiver ativado. Se esse atributo for adicionado após a criação do atributo, o comportamento do schema não será alterado mesmo para os novos registros. Para alterar o schema e atualizar o valor de novos registros, é necessário excluir e criar novamente o atributo.
  • sqlname (string) : do campo durante a criação da tabela. Se @sqlname não for especificado, o valor do atributo "@name" será usado por padrão. Quando o schema é gravado no banco de dados, os prefixos são adicionados automaticamente dependendo do tipo de campo.
  • template (string) : esse atributo define uma referência a um <attribute> elemento compartilhado por vários schemas. A definição é copiada automaticamente para o schema atual.
  • transactionDefault (string) : se um atributo "@default" for encontrado, o "@traduzdefault" permitirá que você redefina uma expressão para corresponder àquela definida em @default, a ser coletada pela ferramenta de conversão (uso interno).
  • transactionExpr (string) : se um atributo "@expr" estiver presente, o atributo "@tradutorExpr" permite redefinir uma expressão para corresponder à definida em @expr, a ser coletada pela ferramenta de tradução (uso interno).
  • tipo (MNTOKEN) : tipo de campo.
    Os tipos de campo são genéricos. Dependendo do tipo de banco de dados instalado, o Adobe Campaign altera o tipo definido em um valor específico para o banco de dados instalado durante a atualização da estrutura.
    Lista de tipos disponíveis:
    • ANY
    • compartimento
    • mancha
    • booleano
    • byte
    • CDATA
    • datetime
    • datetimetz
    • datetimenotz
    • date
    • duplo
    • enum
    • flutuante
    • html
    • int64
    • link
    • long
    • memorando
    • MNTOKEN
    • percent
    • primário
    • short
    • string
    • time
    • tempo
    • uuid
    Se o atributo "@type" for deixado em branco, o Adobe Campaign vinculará uma string de caracteres (STRING) com um comprimento de 100 ao campo por padrão.
    Se o campo for do tipo STRING e o nome do campo não for especificado pela presença do atributo "@sqlname", o nome do campo no banco de dados será automaticamente precedido por um "s". Esse modo operacional será semelhante aos campos dos tipos INTEGER (i), DUPLO (d) e DATES (ts).
  • userEnum (string) : recebe o nome interno de uma lista discriminada "aberta". Os valores da lista discriminada podem ser definidos pelo usuário na interface.
  • visibleIf (string) : define uma condição na forma de uma expressão XTK para mostrar ou ocultar o atributo.
    O atributo está oculto, mas seus dados ainda podem ser acessados.
  • xml (booleano) : se essa opção estiver ativada, os valores do campo não terão um campo SQL vinculado. Adobe Campaign cria um campo "mData" do tipo de texto para o armazenamento de registro. Isso significa que não há filtragem ou classificação nesses campos.

Exemplos

Exemplo de valores de lista discriminada cujos valores são armazenados no banco de dados:
    <enumeration name="myEnum">
       <value name="One" value="1"/>
       <value name="Two" value="2"/>
    </enumeration>

    <element label="Sample" name="Sample">
       <attribute dbEnum="myEnum" length="100" name="Number" required="true" type="string"/>
    </element>     

Declaração de um campo XML com "@datapolicy":
<attribute dataPolicy="phone" desc="Mobile number" label="Mobile"
     length="32" name="mobilePhone" sqlname="sMobilePhone" type="string"/>

Exemplo com um "@applyIf": o atributo "contém" só será criado se o número de países for maior que 20.
<attribute length="100" name="Continent" type="string" applicableIf="@country > 20"/>

Exemplo com "@feature" do tipo "shared":
<attribute name="field1" label="Field 1" type="long" feature="shared"/>
<attribute name="field1" label="Field 1" type="long" feature="shared" sqlname="126" sqltable="Ft_Content_Long"/>

Exemplo com "@feature" do tipo "dedicado":
<attribute name="field1" label="Field 1" type="long" feature="dedicated"/>
<attribute name="field1" label="Field 1" type="long" feature="dedicated" sqlname="sField1" sqltable="Ft_recipient_field1"/>

<compute-string> direcionado

Modelo de conteúdo

cadeia de caracteres de computação:==EMPTY

Atributos

@expr

Pais

<element>

Crianças

Nenhum

Descrição

O <compute-string> elemento permite que você gere uma string com base em uma expressão XTK para exibir um rótulo "criado" na interface com base em vários valores.

Utilização e contexto de utilização

Quando nenhum <compute-string> é definido, um <compute-string> elemento é inserido por padrão com os valores da chave primária no schema.

Descrição do atributo

  • expr (string) : expressão XTK e/ou Xpath

Exemplos

<compute-string expr="@label + Iif(@code='','', ' (' + [folder/@label] + ')')"/>  
<compute-string expr="ToString([@centralCatalog-id]) + ',' + ToString([@localOrgUnit-id])" />

Resultado da string calculada em um recipient: "João da Silva ( john.doe@aol.com )":
<element name="recipient">
<compute-string expr="@lastName + ' ' + @firstName +' (' + @email + ')'
"/>
...
</element>

<condition> direcionado

Modelo de conteúdo

condição:==VAZIA

Atributos

  • @boolOperador (string)
  • @enabledIf (string)
  • @expr (string)

Pais

<sysfilter>

Crianças

Nenhum

Descrição

Esse elemento permite definir uma condição de filtragem.

Utilização e contexto de utilização

Um <sysfiler> elemento pode conter várias condições de filtragem.

Descrição do atributo

  • boolOperador (string) : se vários <conditions> forem definidos dentro do mesmo <sysfilter> elemento, esse atributo permitirá que você os combine. Por padrão, o link lógico é entre <condition> elementos: "AND". O atributo "@boolOperador" permite combinar links de tipo "OU" e "E".
  • enabledIf (string) : teste de ativação de condição.
  • expr (string) : uma expressão XTK.

Exemplos

<sysfilter>
  <condition enabledIf="hasNamedRight('admin')=false" expr="@city=[currentOperator/location/@city]" />
</sysfilter>

<dbindex> direcionado

Modelo de conteúdo

dbindex:==keyfield

Atributos

  • @_operation (string)
  • @applyIf (string)
  • @label (string)
  • @name (MNTOKEN)
  • @unique (booleano)

Pais

<element>

Crianças

<keyfield>

Descrição

Esse elemento permite definir um índice vinculado a uma tabela.

Utilização e contexto de utilização

É possível definir vários índices. Um índice pode fazer referência a um ou mais campos da tabela. A declaração de índice segue normalmente a definição do elemento principal do schema.
A ordem dos <keyfield> elementos definidos em um <dbindex> é muito importante. O primeiro <keyfield> deve ser o critério de indexação em que os query se baseiam principalmente.
O nome do índice no banco de dados é calculado concatenando o nome da tabela e o nome do índice. Por exemplo: Nome da tabela "Amostra", Namespace "Cus", nome do índice "MyIndex"-> nome do campo de índice durante a consulta da criação do índice: "CusSample_myIndex".

Descrição do atributo

  • _operation (cadeia de caracteres) : define o tipo de gravação no banco de dados.
    Este atributo é usado principalmente ao estender schemas prontos para uso.
    Os valores acessíveis são:
    • "nenhum": apenas reconciliação. Isso significa que o Adobe Campaign recuperará o elemento sem atualizá-lo ou gerar um erro se ele não existir.
    • "insertOrUpdate": atualizar com inserção. Isso significa que o Adobe Campaign atualizará o elemento ou o criará se ele não existir.
    • "Inserir": inserção. Isso significa que o Adobe Campaign inserirá o elemento sem verificar se ele existe.
    • "update": atualizar. Isso significa que o Adobe Campaign atualizará o elemento ou gerará um erro se ele não existir.
    • "delete": exclusão. Isso significa que o Adobe Campaign recuperará e excluirá elementos.
  • applyIf (string) : condição para levar em conta o índice - recebe uma expressão XTK.
  • label (string) : rótulo do índice.
  • name (MNTOKEN) : nome de índice exclusivo.
  • único (booleano) : se essa opção estiver ativada (@unique="true"), o atributo garante a exclusividade do índice em todos os campos.

Exemplos

Criação de um índice no campo "id". (o atributo "@exclusivo" no <dbindex> elemento aciona a adição da palavra-chave SQL "ÚNICO" quando o índice é criado no banco de dados (query)).
<element label="Sample" name="Sample">
  <dbindex name="myIndex" label="My index on the ID field" unique="true" applicableIf="HasPackage('nms:social')">
      <keyfield xpath="@id"/>
  </dbindex>
    <attribute name="id" type="long"/>
</element>          

ALTER TABLE CusSample ADD iSampleId INTEGER;
UPDATE CusSample SET iSampleId = 0;
ALTER TABLE CusSample ALTER COLUMN iSampleId SET Default 0;
ALTER TABLE CusSample ALTER COLUMN iSampleId SET NOT NULL; 
CREATE UNIQUE INDEX CusSample_myIndex ON CusSample(iSampleId);

Criação de um índice composto nos campos "@mail" e "@phoneNumber":
<element label="NewSchemaUser" name="NewSchemaUser">
  <dbindex name="myIndex" label="My composite index">
         <keyfield xpath="@email"/>
         <keyfield xpath="@phone"/>
  </dbindex>
  
  <attribute name="email" type="string"/>
  <attribute name="phone" type="string"/>
</element>      

CREATE INDEX DocNewSchemaUser_myIndex ON DocNewSchemaUser(sEmail, sPhone);

<element> direcionado

Modelo de conteúdo

element:==(attribute | sequência de caracteres de computação | dbindex | incumprimento | elemento | ajuda | aderir | chave | sysFilter | traduzidoPadrão)

Atributos

_operation (string), avançada (booleana), agregação (string), applyIf (string), autopk (booleano), pertenceTo (string), convencDate (string), dataPolicy (string), dataSource (string), dbEnum (string), defOnDuplicate (boolean), default (string), desc (string), displayAs Field (booleano), doesNotSupportDiff (booleano), edit (string), emptyKeyValue (string), enum (string), enumImage (string), spanSchemaTarget (string), expr (string), externalJoin (boolean), feature (string), featureDate (boolean), filterPath (string), folderLink (string), folderModel (string), folderProcess (string), fullLoad (booleano), hierárquico (booleano), hierárquicalPath (string), img (string), inout (string), integridade (string), label (string), labelSingular (string), length (string), localizable (boolean), name (MNTOKEN), no Db Index (booleano), noKey (booleano), order (booleano), overflow (booleano), pkSequence (string), pkgStatus (string), ref (string), required (booleano), revAdvanced (booleano), revCardinality (string), revDesc (string), revExternalJoin (booleano), revIntegrity (string), revLabel (string), revLink (string), revTarget (string), revVisibleIf (string), sql (boolean), sqlname (string), sqltable (string), tableSpace (string), tableSpaceIndex (string), público alvo (MNTOKEN), template (string), limitedTable booleano), traduzdefault (string), traduzxpr (string), type (MNTOKEN), unbound (boolean), user (boolean), userEnum (string), visibleIf (string), xml (booleano), xmlChildren (booleano)

Pais

<srcschema>
<element>

Crianças

  • <attribute>
  • <compute-string>
  • <dbindex>
  • <default>
  • <element>
  • <help>
  • <join>
  • <key>
  • <sysfilter>
  • <translateddefault>

Descrição

Há quatro tipos de <element> elementos no Adobe Campaign:
  • Raiz <element> : define o nome da tabela SQL que corresponde ao schema.
  • Estrutura <element> : define um grupo de <element> elementos ou <attribute> .
  • Ligação <element> : define um link. Esses elementos devem incluir o atributo "@type=link".
  • XML <element> : define um campo "mData" do tipo de texto. Esse elemento deve incluir o atributo "@type=xml".

Descrição do atributo

  • _operation (cadeia de caracteres) : define o tipo de gravação no banco de dados.
    Este atributo é usado principalmente ao estender schemas prontos para uso.
    Os valores acessíveis são:
    • "nenhum": apenas reconciliação. Isso significa que o Adobe Campaign recuperará o elemento sem atualizá-lo ou gerar um erro se ele não existir.
    • "insertOrUpdate": atualizar com inserção. Isso significa que o Adobe Campaign atualizará o elemento ou o criará se ele não existir.
    • "Inserir": inserção. Isso significa que o Adobe Campaign inserirá o elemento sem verificar se ele existe.
    • "update": atualizar. Isso significa que o Adobe Campaign atualizará o elemento ou gerará um erro se ele não existir.
    • "delete": exclusão. Isso significa que o Adobe Campaign recuperará e excluirá elementos.
  • avançado (booleano) : quando essa opção é ativada (@advanced="true"), ela permite ocultar o atributo na lista de campos disponíveis acessíveis para configurar uma lista em um formulário.
  • agregação (string) : permite copiar a definição de um <element> por meio de outro schema. Este atributo recebe uma declaração de schema na forma de "namespace:nome".
  • applyIf (string) : para aplicar o índice. Este atributo recebe uma expressão XTK.
  • autopk (booleano) : se essa opção estiver ativada (autopk="true"), uma chave exclusiva será definida automaticamente. Essa opção só pode ser usada no elemento principal do schema. Aviso, o Adobe Campaign só garante que a chave gerada seja exclusiva. Não é garantido que os valores principais sejam consecutivos e incrementais.
  • dataPolicy (string) : permite especificar restrições de aprovação em valores permitidos no campo SQL. Os valores para este atributo são:
    • "nenhum": sem valor
    • "smartCase": letras maiúsculas e minúsculas
    • "lowerCase": todas as minúsculas
    • "upperCase": todas as maiúsculas
    • "email": endereço de email
    • "phone": número de telefone
    • "identificador": nome do identificador
    • "resIdentifier": nome do arquivo
  • dbEnum (string) : recebe o nome interno de uma lista discriminada "fechada". Os valores de lista discriminada devem ser definidos no <srcschema> .
  • defOnDuplicate (booleano) : se esse atributo estiver ativado, quando um registro for duplicado, o valor padrão (definido em @default) será automaticamente reaplicado ao registro.
  • padrão (string) : permite definir o comportamento do elemento (chamada para uma função, valor padrão). Este atributo recebe uma expressão XTK.
  • desc (string) : permite inserir uma descrição do elemento. Essa descrição é exibida na barra de status da interface.
  • displayAsField (booleano) : se esse atributo estiver ativado, um tipo de "link" <element> será exibido como um campo na visualização em árvore dos schemas ("guia Estrutura"). Dessa forma, é possível exibir um link como um campo local e alterar seu comportamento durante um query. Quando o elemento for encontrado na SELEÇÃO de um query, o valor do público alvo do link será usado. Quando o elemento for encontrado em WHERE de um query, a chave subjacente do link será usada.
  • edit (string) : esse atributo especifica o tipo de entrada que será usado no formulário vinculado ao schema.
  • enum (string) : recebe o nome da lista discriminada vinculada ao campo. A lista discriminada pode ser inserida no mesmo schema ou em um schema remoto.
  • expr (string) : esse atributo define um campo calculado para o qual nenhuma definição é armazenada na tabela. Ele recebe uma expressão Xpath ou XTK (string).
  • externalJoin (booleano) : participação externa em um elemento do tipo "link".
  • recurso (string) : define um campo de características: Esses campos são usados para estender os dados em uma tabela existente, mas com armazenamento em uma tabela em anexo. Os valores aceitos são:
    • "compartilhado": o conteúdo é armazenado em uma tabela compartilhada por tipo de dados
    • "dedicado": o conteúdo é armazenado em uma tabela dedicada
    As tabelas de características SQL são criadas automaticamente com base no tipo de característica:
    • dedicado: Ft_[name_of_the_schema_containing_the_characteristic]_[name_of_the_characteristic]
    • shared: Ft_[type_of_key_of_the_schema_containing_the_characteristic]_[type_of_the_characteristic]
    Há dois tipos de campos de características: campos simples nos quais um único valor é autorizado sobre a característica e campos de múltipla escolha, nos quais a característica está ligada a um elemento de coleção que pode conter vários valores.
    Quando uma característica é definida em um schema, esse schema deve ter uma chave principal baseada em um único campo (chaves compostas não são autorizadas).
  • featureDate (booleano) : vinculado ao campo de características "@feature". Se o valor for "true", ele permitirá que você descubra quando o valor foi atualizado pela última vez.
  • filterPath (string) : esse atributo recebe um Xpath e permite definir um filtro em um campo.
  • folderLink (string) : esse atributo recebe o nome do link que permite recuperar os arquivos que contêm entidades.
  • folderModel (string) : define o tipo de pasta que ativa o armazenamento da entidade. Este atributo só é definido se "@folderLink" estiver presente.
  • folderProcess (string) : define o link no qual as instâncias do modelo de entidade são armazenadas. Este atributo só é definido se "@folderLink" estiver presente.
  • fullLoad (booleano) : esse atributo força a exibição de todos os registros em uma tabela durante a seleção de campo em um formulário.
  • img (string) : recebe o caminho de uma imagem vinculada a um elemento. O valor desse atributo é do tipo "namespace:nome da imagem". Por exemplo: img="cus:myImage.jpg". Fisicamente, a imagem deve ser importada para o servidor de aplicativos.
  • integridade (string) : integridade referencial da ocorrência da tabela de origem em direção à tabela do público alvo.
    Os valores acessíveis são:
    • "definir": O Adobe Campaign não exclui a entidade se for referenciada pelo link
    • "normal": a exclusão da ocorrência de origem inicializa as chaves do link na ocorrência do público alvo (modo padrão), esse tipo de integridade inicializa todas as chaves estrangeiras
    • "own": a exclusão da ocorrência de origem aciona a exclusão da ocorrência do público alvo
    • "cópia": semelhante a ocorrências "próprias" (em caso de exclusão) ou de duplicados (em caso de duplicação)
    • "neutro": não faz nada
  • label (string) : rótulo do elemento.
  • labelSingular (string) : label (forma singular) do elemento usado em algumas partes da interface.
  • length (string) : máx. número de caracteres autorizados para um valor do campo SQL tipo "string".
  • localizável (booleano) : se estiver ativado, esse atributo informará a ferramenta de coleta para recuperar o valor do atributo "@label" para conversão (uso interno).
  • name (MNTOKEN) : nome interno do elemento que corresponde ao nome da tabela. O valor do atributo "@name" deve ser curto, de preferência em inglês, e estar em conformidade com as restrições de nomenclatura vinculadas ao XML.
    Quando o schema é gravado no banco de dados, os prefixos são adicionados automaticamente ao nome do campo por Adobe Campaign.
    • "i": prefixo para o tipo 'integer'.
    • "d": prefixo para o tipo "duplo".
    • "s": prefixo para o tipo de string de caractere.
    • "ts": prefixo para o tipo 'date'.
    Para definir o nome da tabela de forma autônoma, é necessário usar o atributo "@sqltable" na definição do elemento do schema principal.
  • noDbIndex (booleano) : permite especificar que o elemento não será indexado.
  • pedido (booleano) : se o atributo estiver ativado (order="true"), o Adobe Campaign manterá a sequência de declaração do elemento em um elemento de coleção XML.
  • pkSequence (string) : recebe o nome da sequência a ser usada para calcular uma chave incremental automática. Este atributo só pode ser usado se uma chave incremental automática for definida no elemento raiz do schema.
  • pkgStatus (string) : durante as exportações de pacotes, os valores serão considerados como uma função do valor deste atributo:
    • "always": o elemento sempre estará presente
    • "nunca": o elemento nunca estará presente
    • "padrão (ou nada)": o elemento é exportado a menos que seja o elemento padrão ou que não seja um campo interno e não seja compatível com outras instâncias
  • ref (string) : esse atributo define uma referência a um elemento >element> compartilhado por vários schemas (fator de definição). A definição não é copiada para o schema atual.
  • obrigatório (booleano) : se este atributo estiver ativado (@required="true"), o campo será realçado na interface. O rótulo do campo será vermelho nos formulários.
  • revAdvanced (booleano) : quando ativado, esse atributo especifica que o link oposto é um link "avançado".
  • revCardinalidade (string) : este atributo define a cardinalidade de um link entre duas tabelas. É usado em um tipo de "link" <element> .
    Os valores possíveis são:
    • "single" : Link simples do tipo 1-1
    • "unbound": Link de coleção do tipo 1-N
    Por padrão, se o atributo não for especificado durante a criação do link, a cardinalidade será 1-N.
  • revDesc (string) : este atributo recebe uma descrição vinculada ao link oposto.
  • revExternalJoin (booleano) : quando ativado, esse atributo permite forçar a junção externa no link oposto.
  • revIntegrity (string) : esse atributo define a integridade do schema do público alvo. Os mesmos valores que o atributo "@Integrity" estão autorizados. Por padrão, Adobe Campaign dá o valor "normal" a esse atributo.
  • revLabel (string) : rótulo do link oposto.
  • revLink (string) : nome do link oposto. Se o valor for " NONE ", nenhum link oposto será criado no schema de destino.
  • revTarget (sequência) : público alvo do link oposto.
  • sql (booleano) : se esse atributo estiver ativado (@sql="true"), ele forçará o armazenamento do elemento SQL, mesmo se o elemento tiver a propriedade xml="true".
  • sqlname (string) : nome do campo durante a criação da tabela. Se "@sqlname" não for especificado, o valor do atributo "@name" será usado por padrão. Ao gravar o schema na tabela, os prefixos são adicionados automaticamente dependendo do tipo de campo.
  • sqltable (string) : para o elemento principal do schema, esse atributo sobrecarrega o nome da tabela SQL gerada por padrão. Se "@sqltable" não for especificado, o nome padrão será estruturado desta forma: namespace (primeira letra maiúscula) seguida do valor de SrcSchema "@name".
  • tableSpace (string) : esse atributo permite que você especifique um novo tablespace de armazenamento de dados para uma tabela (válido na raiz <element> ).
  • tableSpaceIndex (string) : esse atributo permite que você especifique um novo tablespace de armazenamento de índice para uma tabela (válido na raiz <element> ).
  • público alvo (MNTOKEN) : recebe o nome do schema do público alvo ao criar um link entre tabelas. Este atributo está ativo apenas para elementos do tipo "link".
  • template (string) : esse atributo define uma referência a um <element> elemento compartilhado por vários schemas. A definição é copiada automaticamente para o schema atual.
  • transactionDefault (string) : se um atributo "@default" for encontrado, o "@traduzdefault" permitirá que você redefina uma expressão para corresponder àquela definida em @default, a ser coletada pela ferramenta de conversão (uso interno).
  • transactionExpr (string) : se um atributo "@expr" for encontrado, o atributo "@traduçõesExpr" permite redefinir uma expressão que corresponde à definida em "@expr" e que será coletada pela ferramenta de tradução (uso interno).
  • tipo (MNTOKEN) : define o tipo de dados armazenados no elemento.
    Lista de tipos disponíveis:
    • ANY
    • compartimento
    • mancha
    • booleano
    • byte
    • CDATA
    • datetime
    • datetimetz
    • datetimenotz
    • date
    • duplo
    • enum
    • flutuante
    • html
    • int64
    • link
    • long
    • memorando
    • MNTOKEN
    • percent
    • primário
    • short
    • string
    • time
    • tempo
    • uuid
  • unbound (booleano) : se o atributo estiver ativado (unbound="true"), o link será declarado como um elemento de coleção para uma cardinalidade 1-N.
  • userEnum (string) : recebe o nome interno de uma lista discriminada "aberta". Os valores de Lista discriminada podem ser definidos pelo usuário na interface.
  • xml (booleano) : se essa opção estiver ativada, todos os valores definidos no elemento serão armazenados em XML em um campo "mData" do tipo TEXT. Isso significa que não haverá filtragem ou classificação nesses campos.
  • xmlChildren (booleano) : força o armazenamento de cada criança ( <element> or <attribute> ) of the <element> element in an XML document. </element> </attribute> </element>

<enumeration> direcionado

Modelo de conteúdo

lista discriminada:==(ajuda| valor)

Atributos

  • @basetype (string)
  • @default (string)
  • @desc (string)
  • @label (string)
  • @name (string)
  • @template (string)

Pais

<srcschema>

Crianças

  • <help>
  • <value>

Descrição

Esse elemento permite definir uma lista discriminada de valor. Uma lista discriminada pertence ao schema no qual está definida, mas pode ser acessada por meio de outro schema.

Utilização e contexto de utilização

As Listas discriminadas são definidas no start de um schema (antes de o elemento principal ser definido).

Descrição do atributo

  • basetype (string) : tipo dos valores armazenados na lista discriminada.
    Lista de tipos disponíveis:
    • ANY
    • compartimento
    • mancha
    • booleano
    • byte
    • CDATA
    • datetime
    • datetimetz
    • datetimenotz
    • date
    • DOMDocument
    • DOMElement
    • duplo
    • enum
    • flutuante
    • html
    • int64
    • link
    • long
    • memorando
    • MNTOKEN
    • percent
    • primário
    • short
    • string
    • time
    • tempo
    • uuid
  • padrão (string) : Valor padrão. O valor padrão também pode ser um dos valores definidos na lista discriminada.
  • desc (string) : Descrição da lista discriminada.
  • label (string) : Etiqueta da lista discriminada.
  • name (string) : nome interno da lista discriminada.
  • template (string) : esse atributo define uma referência a um <enumeration> elemento compartilhado por vários schemas. A definição é copiada automaticamente para o schema atual.

Exemplos

Exemplo de valores de lista discriminada cujos valores são armazenados no banco de dados:
    <enumeration name="myEnum">
       <value name="One" value="1"/>
       <value name="Two" value="2"/>
    </enumeration>

    <element label="Sample" name="Sample">
       <attribute dbEnum="myEnum" length="100" name="Number" required="true" type="string"/>
    </element>

Definição de uma lista discriminada com um valor padrão:
 <enumeration basetype="byte" default="email" name="canal">
    <value label="Email" name="email" value="0"/> 
    <value label="Téléphone" name="phone" value="1"/>
    <value label="Call Center" name="callcenter" value="2"/>
 </enumeration>

<help> direcionado

Modelo de conteúdo

ajuda:==VAZIO

Atributos

Nenhum

Pais

<srcschema> , <element> , <attribute> , <enumeration> , <value> , <param /> , <method />

Crianças

Nenhum

Descrição

Esse elemento permite que você descreva um elemento <element> ou <attribute> . Ele pode conter apenas texto e é armazenado em XML no banco de dados.

Descrição do atributo

Este elemento não tem atributos.

Exemplos

<method name="CheckOperation" static="true"
      <helpchecks the validity of a campaign</help
...
</method> 

<join> direcionado

Modelo de conteúdo

join:==EMPTY

Atributos

  • @dstFilterExpr (string)
  • @xpath-dst (string)
  • @xpath-src (string)

Pais

<element>

Crianças

Nenhum

Descrição

Permite definir os campos que criam uma junção entre tabelas SQL.

Utilização e contexto de utilização

Um <join> elemento só pode ser usado se o <element> elemento pai for do tipo "link". Isso significa que o elemento pai deve ter o atributo "@type=link" declarado.
Não é necessário especificar o nome e a namespace da tabela remota no <join> elemento. Eles precisam ser especificados no pai <element> .
Por convenção, os links são definidos no final do schema.
Se o <join> elemento não for especificado quando o elemento de tipo de link for definido, o link será colocado automaticamente nas chaves primárias de ambas as tabelas.

Descrição do atributo

  • dstFilterExpr (string) : esse atributo permite restringir o número de valores elegíveis na tabela remota.
  • xpath-dst (string) : este atributo recebe um Xpath (@name atributo da tabela remota).
  • xpath-src (string) : este atributo recebe um atributo Xpath (@name no schema atual).

Exemplos

Link entre o campo 'email' da tabela atual e o campo "@compagny-id" da tabela remota:
<join xpath-dst="@compagny-id" xpath-src="@email"/>

Link filtrado para a tabela "cus:Country" com base no conteúdo do campo "@country" que deve conter o valor 'EN':
<element name="StockEN" type="link" label="MyLink" target="cus:Stock">
   <join xpath-dst="@country" xpath-src="@code" dstFilterExpr="@country = 'EN'"/>
 </element>

<key> direcionado

Modelo de conteúdo

key:==keyfield

Atributos

  • @allowEmptyPart (booleano)
  • @applyIf (string)
  • @internal (booleano)
  • @label (string)
  • @name (MNTOKEN)
  • @noDbIndex (booleano)

Pais

<element>

Crianças

<keyfield>

Descrição

Esse elemento permite que você defina uma chave para identificar um registro na tabela.
Uma tabela deve ter pelo menos uma chave.

Utilização e contexto de utilização

Como regra, as chaves são declaradas após o elemento principal do schema e os índices.
Uma tecla é conhecida como composta se incluir vários campos (ou seja, vários <keyfield> filhos). Não use uma chave composta para definir uma chave primária.
Se o elemento principal do schema contiver o atributo "@autopk=true", a chave primária será exclusiva. Só podemos ter uma chave primária por schema.
Os primeiros 1000 identificadores são reservados, portanto, se uma faixa de valores precisar ser definida para chaves, start em 1000.

Descrição do atributo

  • allowEmptyPart (booleano) : no caso de uma chave composta, se esse atributo estiver ativado, a chave será considerada válida se pelo menos uma de suas chaves não estiver vazia. Se esse for o caso, o valor vazio da noção é "0" (booleano ou para todos os tipos de dados numéricos). Por padrão, todas as teclas que compõem uma chave composta precisam ser inseridas.
  • applyIf (string) : esse atributo permite tornar a chave opcional. Define a condição de acordo com a qual a definição de chave será aplicada. Este atributo recebe uma expressão XTK.
  • interno (booleano) : se estiver ativado, esse atributo informará o Adobe Campaign que a chave é primária.
  • label (string) : rótulo da chave.
  • name (MNTOKEN) : nome interno da chave.
  • noDbIndex (booleano) : se estiver ativado (noDbIndex="true"), o campo que corresponde à chave não será indexado.

Exemplos

Declaração de uma chave composta que autoriza que o campo "@expr" ou "alias" esteja vazio:
<key name="node" allowEmptyPart="true">
  <keyfield xpath="@expr"/>
   <keyfield xpath="@alias"/>
 </key>

Declaração de uma chave primária no campo "Nome" do tipo STRING em um query SQL correspondente <srcschema> e:
 
<key name="PrimaryKey" internal="true">  
  <keyfield xpath="@name"/>
</key>

CREATE UNIQUE INDEX Schema_PrimaryKey ON Schema(sName);

<keyfield> direcionado

Modelo de conteúdo

campo de chaves:==VAZIO

Atributos

  • @xlink (MNTOKEN)
  • @xpath (MNTOKEN)

Pais

<key> , <dbindex />

Crianças

Nenhum

Descrição

Esse elemento define os campos a serem integrados em um índice ou chave.

Descrição do atributo

  • xlink (MNTOKEN) : permite referenciar automaticamente chaves estrangeiras definidas na junção para uma tabela de relação (link N-N).
  • xpath (MNTOKEN) : definição de um índice ou de uma chave em um <attribute> elemento. Esse atributo recebe um Xpath que define o caminho para o atributo do schema que define a chave ou o índice.

Exemplos

Seleção do campo "sName" em um índice com um Xpath em "@name":
<keyfield xpath="@name"/>

<method> direcionado

Modelo de conteúdo

método:==( help | parâmetros)

Atributos

  • @_operation (string)
  • @access (string)
  • @const (booleano)
  • @hidden (booleano)
  • @label (string)
  • @library (string)
  • @name (MNTOKEN)
  • @pkonly (booleano)
  • @static (booleano)

Pais

<methods> , <interface />

Crianças

  • <help>
  • <parameters>

Descrição

Esse elemento permite definir um método SOAP.

Utilização e contexto de utilização

Métodos SOAP habilitam processos de aplicativo.
A "@library" é necessária para declarar um novo método (não nativo): a namespace e o nome usados para a biblioteca são independentes da namespace e do nome do schema onde está a declaração.

Descrição do atributo

  • access (string) : esse atributo define o controle de acesso para o uso do método. Se este atributo estiver faltando, a identificação é obrigatória. Os valores disponíveis são: "anônimo", "admin" e "sql".
  • const (booleano) : se estiver ativado, este atributo significa que o método declarado alterará a entidade
  • label (string) : rótulo do método.
  • biblioteca (string) : esse método não é nativo do aplicativo. Esse atributo obtém o valor da biblioteca de métodos na qual a definição do método é encontrada (nms:mylibrary.js).
  • name (MNTOKEN) : nome do método exclusivo.
  • estático (booleano) : se esse atributo estiver ativado, o método for considerado autônomo, todos os parâmetros deverão ser especificados para o método quando ele for chamado.

Exemplos

Definição do método "Assinar" na caixa:
 
<method name="Subscribe" static="true">
      <help>Creation of update of a recipient's subscription to an information service</help>
      <parameters>
        <param desc="Name of the information service(s) (separated with commas)"
               name="serviceName" type="string"/>
        <param desc="Recipient to subscribe and possibly create" name="recipient"
               type="DOMElement"/>
        <param desc="Create the recipient if they don't exist" name="create" type="boolean"/>
      </parameters>     
    </method>

<methods> direcionado

Modelo de conteúdo

methods:==method

Atributos

Nenhum

Pais

<srcschema>

Crianças

método

Descrição

Esse elemento permite definir um <method> elemento. É obrigatório declarar um método.

Descrição do atributo

Este elemento não tem atributos.

Exemplos

<methods async="true"
...// definition of one or more <method
</methods>

<param> direcionado

Modelo de conteúdo

param:==help

Atributos

  • @_operation (string)
  • @desc (string)
  • @enum (string)
  • @inout (string)
  • @label (string)
  • @localizable (string)
  • @name (MNTOKEN)
  • @namespace (MNTOKEN)
  • @type (string)

Pais

<parameters>

Crianças

<help>

Descrição

Esse elemento permite que você defina um parâmetro para chamar um método SOAP.

Descrição do atributo

  • desc (string) : descrição que diz respeito ao <param> elemento.
  • inout (string) : esse atributo define se o parâmetro está ou não na entrada (in) ou saída (fora) da chamada SOAP. Se este atributo não for especificado, o parâmetro padrão será input ("@inout=in").
  • label (string) : <param> label
  • localizável (string) : se estiver ativado, esse atributo informará a ferramenta de coleta para recuperar o valor do atributo "@label" para conversão (uso interno).
  • name (MNTOKEN) : nome interno do <param>
  • type (string) : este atributo define o tipo de <param> elemento
    Lista de tipos disponíveis:
    • ANY
    • compartimento
    • mancha
    • booleano
    • byte
    • CDATA
    • datetime
    • datetimetz
    • datetimenotz
    • date
    • DOMDocument
    • DOMElement
    • duplo
    • enum
    • flutuante
    • html
    • int64
    • link
    • long
    • memorando
    • MNTOKEN
    • percent
    • primário
    • short
    • string
    • time
    • tempo
    • uuid

Exemplos

Definição da configuração de entrada "serviceName" do tipo de string de caractere:
<param desc="Name of the information service(s) (separated with commas)"
               name="serviceName" type="string" inout="in"/>

<parameters> direcionado

Modelo de conteúdo

parâmetros:==param

Atributos

Nenhum

Pais

<method>

Crianças

<param>

Descrição

Esse elemento define um grupo de <parameter> elementos.

Utilização e contexto de utilização

Esse elemento é obrigatório, mesmo para um único elemento <param> filho do <method> elemento.

Descrição do atributo

Nenhum

Exemplos

<parameters
... //definition of one or more <param
</parameters>

<srcschema> direcionado

Modelo de conteúdo

srcSchema:==(atributo) | createdBy | dados | elemento | lista discriminada | ajuda | interface | Métodos | modifiedBy)

Atributos

created (datetime), createdBy-id (long), desc (string), entitySchema (string), ExtendedSchema (string), img (string), implementações (string), label (string), labelSingular (string), lastModified (datetime), library (boolean), mappingType (string), modifiedBy-id (long), name (string), namespace (string), useRecycleBin (booleano), visualização (booleano), xtkschema (string)

Pais

Nenhum

Crianças

  • <attribute>
  • <createdby>
  • <data>
  • <element>
  • <enumeration>
  • <help>
  • <interface>
  • <methods>
  • <modifiedby>

Descrição

O <srcschema> é o elemento raiz de um schema. É o ponto de entrada para a definição do schema.

Utilização e contexto de utilização

A apresentação do Schema está disponível em Sobre referência do schema e estrutura do Schema.

Descrição do atributo

  • criado (datetime) : este atributo fornece informações sobre a data e a hora da criação do schema. Ele tem um formulário "Data e hora". Os valores exibidos são obtidos do servidor. A hora é exibida no formato UTC.
  • createdBy-id (long) : é o identificador do operador que criou o schema.
  • desc (string) : descrição do schema
  • entitySchema (string) : schema básico no qual a sintaxe e a aprovação se baseiam (por padrão para Adobe Campaign: xtk:srcSchema). Quando você salvar o schema atual, o Adobe Campaign aprovará sua gramática com o schema declarado no atributo @xtkschema.
  • ExtendedSchema (string) : recebe o nome do schema predefinido no qual a extensão do schema atual se baseia. O formulário é "namespace:nome".
  • img (string) : ícone vinculado ao schema (pode ser definido no assistente de criação do schema).
  • label (string) : Rótulo do schema.
  • labelSingular (string) : label (singular) para exibição na interface.
  • lastModified (datetime) : este atributo fornece informações sobre a data e a hora da última modificação. Ele tem um formulário "Data e hora". Os valores exibidos são obtidos do servidor. A hora é exibida no formato UTC.
  • biblioteca (booleana) : uso do schema como uma biblioteca e não como uma entidade. Este schema pode, portanto, ser referenciado por outros schemas graças aos atributos "@ref" e "@template".
  • mappingType (string) :
    • "sql": mapeamento de banco de dados
    • "textFile": mapeamento de arquivos de texto
    • "xmlFile": Mapeamento do arquivo de texto do formato XML
    • "binaryFile": mapeamento de arquivos binários
  • modifiedBy-id (long) : corresponde ao identificador do operador que alterou o schema.
  • name (string) : nome exclusivo do schema.
  • namespace (string) : namespace do schema (padrão: nms, xtk, nl). Ao criar um novo schema para um projeto, recomendamos que você use uma namespace dedicada.
  • useRecycleBin (booleano) : ativa o recurso de lixeira no aplicativo. Os registros excluídos serão colocados no lixo antes da exclusão final. Esta função só está disponível no modo "Delivery".
  • visualização (booleana) : se estiver ativado (@visualização="true"), o schema será usado como uma visualização. O assistente de atualização da estrutura do banco de dados não levará o schema em conta. Esta opção é principalmente utilizada para fazer referência a tabelas externas.
  • xtkschema (string) : nome do schema que define a gramática do schema (xtk:srcSchema por padrão).

Exemplos

<srcschema> elemento do schema "nms:delivery" pronto
<srcSchema desc="Defines all the settings of a delivery (or delivery template)."  
           entitySchema="xtk:srcSchema" img="nms:campaign.png" implements="xtk:persist" 
           label="Diffusions" labelSingular="Diffusion" md5="DCD2164CD0276B1DCA6E1C9E2A75EC04"
           name="delivery" namespace="nms" useRecycleBin="true" xtkschema="xtk:srcSchema">

<sysfilter> direcionado

Modelo de conteúdo

sysFilter:==condition

Atributos

Nenhum

Pais

<element>

Crianças

<condition>

Descrição

Esse elemento permite definir um filtro.

Descrição do atributo

Este elemento não tem atributos.

Exemplos

Definição de um filtro com uma condição no atributo @name:
<sysFilter>
      <condition expr="@name ='Doe'"/>
  <sysFilter>

<value> direcionado

Modelo de conteúdo

value:==help

Atributos

  • @applyIf (string)
  • @desc (string)
  • @enabledIf (string)
  • @img (string)
  • @label (string)
  • @name (string)
  • @value (string)

Pais

<enumeration>

Crianças

<help>

Descrição

Esse elemento permite definir os valores armazenados em uma lista discriminada.

Descrição do atributo

  • applyIf (string) : esse atributo permite tornar um valor de lista discriminada opcional. Ele recebe uma expressão XTK.
  • desc (string) : descrição do valor da lista discriminada.
  • enabledIf (string) : para ativar o valor da lista discriminada.
  • img (string) : imagem vinculada à lista discriminada no formulário "namespace:image_name". A imagem deve ser importada para o servidor de aplicativos.
  • label (string) : rótulo do valor da lista discriminada.
  • name (string) : nome interno do valor da lista discriminada.
  • value (string) : valor da lista discriminada. O tipo de valor é definido com base no tipo de lista discriminada. Se a lista discriminada for do tipo de string de caractere, ela só poderá conter valores do tipo string de caractere.

Exemplos

<enumeration name="myEnum">
       <value name="One" value="1"/>
       <value name="Two" value="2"/>
    </enumeration>