Show Menu
TÓPICOS×

Gerenciar seus ativos digitais

Em Adobe Experience Manager Assets você pode fazer mais do que apenas armazenar e administrar seus ativos. Experience Manager oferta recursos de gerenciamento de ativos de nível corporativo. Você pode editar e compartilhar ativos, executar pesquisas avançadas, criar várias execuções de dezenas de formatos de arquivos suportados, gerenciar versões e direitos digitais, automatizar o processamento de ativos, gerenciar e administrar metadados, colaborar usando anotações e muito mais.
Este artigo descreve as tarefas básicas de gerenciamento de ativos, como criar ou carregar; atualizações de metadados; copiar, mover e excluir; publicar, cancelar a publicação e pesquisar ativos. Para entender a interface do usuário, consulte Introdução à interface do usuário dos ativos. Para gerenciar fragmentos de conteúdo, consulte gerenciar ativos de fragmentos de conteúdo.

Criar pastas

Ao organizar uma coleção de ativos, por exemplo, todas as Nature imagens, você pode criar pastas para mantê-las juntas. Você pode usar pastas para categorizar e organizar seus ativos. Experience Manager Assets não requer que você organize ativos em pastas para trabalhar melhor.
  • O compartilhamento de uma Assets pasta do tipo não sling:OrderedFolder é suportado ao compartilhar com a Marketing Cloud. Se desejar compartilhar uma pasta, não selecione Solicitado ao criar uma pasta.
  • Experience Manager não permite usar subassets word como o nome de uma pasta. É uma palavra-chave reservada para nós que contêm subativos para ativos compostos.
  1. Navegue até o local na pasta de ativos digitais onde deseja criar uma nova pasta. No menu, clique em Criar . Selecione Nova pasta .
  2. No campo Título , forneça um nome de pasta. Por padrão, o DAM usa o título fornecido como o nome da pasta. Depois que a pasta for criada, você poderá substituir o padrão e especificar outro nome de pasta.
  3. Clique em Criar . Sua pasta é exibida na pasta de ativos digitais.
Os seguintes caracteres (lista separada por espaços de) não são suportados:
  • Um nome de arquivo de ativo não pode conter nenhum destes caracteres: * / : [ \\ ] | # % { } ? &
  • O nome da pasta de ativos não pode conter nenhum destes caracteres: * / : [ \\ ] | # % { } ? \" . ^ ; + & \t
Não inclua caracteres especiais nas extensões dos nomes de arquivos do ativo.

Upload assets

Você pode fazer upload de vários tipos de ativos (incluindo imagens, arquivos PDF, arquivos RAW e assim por diante) da pasta local ou de uma unidade de rede para Experience Manager Assets.
No modo Mídia dinâmica - Scene7, você só pode fazer upload de ativos com tamanhos de arquivo de 2 GB ou menos.
Você pode optar por carregar ativos para pastas com ou sem um perfil de processamento atribuído a eles.
Para pastas com um perfil de processamento atribuído, o nome do perfil aparece na miniatura na visualização do cartão. Na visualização da lista, o nome do perfil é exibido na coluna Perfil de processamento. Consulte Processando Perfis .
Antes de fazer upload de um ativo, verifique se ele está em um formato compatível com Experience Manager Assets esse recurso.
  1. Na interface do Assets usuário, navegue até o local onde deseja adicionar ativos digitais.
  2. Para fazer upload dos ativos, execute um dos procedimentos a seguir:
    • Na barra de ferramentas, clique no ícone Criar . Em seguida, no menu, clique em Arquivos . Você pode renomear o arquivo na caixa de diálogo apresentada, se necessário.
    • Em um navegador compatível com HTML5, arraste os ativos diretamente na interface do Assets usuário. A caixa de diálogo para renomear o arquivo não é exibida.
    Para selecionar vários arquivos, pressione a tecla Ctrl ou Command e selecione os ativos na caixa de diálogo do seletor de arquivos. Ao usar um iPad, você pode selecionar apenas um arquivo de cada vez.
    Você pode pausar o upload de ativos grandes (maior que 500 MB) e retomá-lo mais tarde a partir da mesma página. Clique no ícone Pausar ao lado da barra de progresso que aparece quando um upload é start.
    O tamanho acima do qual um ativo é considerado um grande ativo é configurável. Por exemplo, você pode configurar o sistema para considerar ativos acima de 1000 MB (em vez de 500 MB) como ativos grandes. Nesse caso, Pausar é exibido na barra de progresso quando ativos de tamanho maior que 1000 MB são carregados.
    O botão Pausar não mostra se um arquivo maior que 1000 MB é carregado com um arquivo menor que 1000 MB. No entanto, se você cancelar o carregamento de arquivo com menos de 1000 MB, o botão Pausar será exibido.
    Para modificar o limite de tamanho, configure a chunkUploadMinFileSize propriedade do fileupload nó no repositório CRX.
    Quando você clica no ícone Pausar , ele alterna para um ícone Reproduzir . Para retomar o carregamento, clique no ícone Reproduzir .
    Para cancelar um upload em andamento, clique em Fechar ( X ) ao lado da barra de progresso. Quando você cancela a operação de upload, Assets exclui a parte parcialmente carregada do ativo.
    A capacidade de retomar o carregamento é especialmente útil em cenários de largura de banda baixa e falhas de rede, onde demora muito para carregar um grande ativo. Você pode pausar a operação de upload e continuar mais tarde quando a situação melhorar. Ao retomar, carregando start a partir do ponto em que você o pausou.
    Durante a operação de upload, Experience Manager salva as partes do ativo que estão sendo carregadas como partes de dados no repositório CRX. Quando o upload é concluído, Experience Manager consolida esses blocos em um único bloco de dados no repositório.
    Para configurar a tarefa de limpeza para os trabalhos de carregamento de segmentos não concluídos, vá para https://[aem_server]:[port]/system/console/configMgr/org.apache.sling.servlets.post.impl.helper.ChunkCleanUpTask .
    Se você fizer upload de um ativo com o mesmo nome de um ativo já disponível no local em que você está fazendo upload do ativo, uma caixa de diálogo de aviso será exibida.
    Você pode optar por substituir um ativo existente, criar outra versão ou manter ambos renomeando o novo ativo que é carregado. Se você substituir um ativo existente, os metadados do ativo e quaisquer modificações anteriores (por exemplo, anotação ou recorte) que você fez no ativo existente serão excluídos. Se você optar por manter ambos os ativos, o novo ativo será renomeado com o número 1 anexado ao seu nome.
    Quando você seleciona Substituir na caixa de diálogo Conflito de nomes, a ID do ativo é regenerada para o novo ativo. Essa ID é diferente da ID do ativo anterior.
    Se o Asset Insights estiver habilitado para rastrear impressões/cliques com o Adobe Analytics, a ID de ativo regenerada invalida os dados capturados para o ativo no Analytics.
    Se o ativo no qual você fez upload existir, a caixa de diálogo AssetsDuplicados detectados ​avisará que você está tentando fazer upload de um ativo de duplicado. A caixa de diálogo é exibida somente se o valor de SHA 1 soma de verificação do binário do ativo existente corresponder ao valor de soma de verificação do ativo que você carrega. Neste caso, os nomes dos ativos não importam.
    A caixa de diálogo Duplicados detectados aparece somente quando o recurso de detecção de duplicados está ativado. Para ativar o recurso de detecção de duplicados, consulte Ativar detecção de Duplicados.
    Para reter o ativo do duplicado em Assets, clique em Manter . Para excluir o ativo de duplicado carregado, clique em Excluir .
    Experience Manager Assets impede que você carregue ativos com os caracteres proibidos em seus nomes de arquivo. Se você tentar carregar um ativo com um nome de arquivo contendo um caractere não permitido ou mais, Assets exibirá uma mensagem de aviso e interromperá o upload até que você remova esses caracteres ou faça upload com um nome permitido.
    Para adequar-se a convenções de nomenclatura de arquivos específicas para sua organização, a caixa de diálogo Carregar ativos permite especificar nomes longos para os arquivos carregados.
    No entanto, os seguintes caracteres (lista separada por espaços de) não são suportados:
    • o nome do arquivo de ativo não deve conter * / : [ \\ ] | # % { } ? &
    • o nome da pasta de ativos não deve conter * / : [ \\ ] | # % { } ? \" . ^ ; + & \t
    Não inclua caracteres especiais nas extensões dos nomes de arquivos do ativo.
    Além disso, a interface do Assets usuário exibe o ativo mais recente que você carregou ou a pasta que criou primeiro.
    Se você cancelar a operação de upload antes que os arquivos sejam carregados, Assets interromperá o upload do arquivo atual e atualizará o conteúdo. No entanto, os arquivos que já foram carregados não são excluídos.
    A caixa de diálogo de progresso do upload em Assets exibe a contagem de arquivos carregados com êxito e os arquivos que não foram carregados.

Carregamentos em série

Fazer upload de diversos ativos em massa consome recursos significativos de E/S, o que pode afetar negativamente o desempenho da sua Assets instância. Em particular, se você tiver uma conexão lenta com a Internet, o tempo de carregamento aumenta drasticamente devido a um pico na E/S do disco. Além disso, seu navegador da Web pode introduzir restrições adicionais ao número de solicitações POST que Assets podem lidar com uploads de ativos simultâneos. Como resultado, a operação de upload falha ou termina prematuramente. Em outras palavras, Experience Manager Assets pode falhar alguns arquivos ao ingerir vários arquivos ou não assimilar nenhum arquivo.
Para superar essa situação, Assets ingere um ativo por vez (upload em série) durante uma operação de upload em massa, em vez de ingressar simultaneamente todos os ativos.
Por padrão, o carregamento em série de ativos é ativado. Para desativar o recurso e permitir o upload simultâneo, sobreponha o fileupload nó no Crx-de e defina o valor da parallelUploads propriedade como true .

Fazer upload de ativos usando FTP

O Dynamic Media permite o carregamento em lote de ativos por meio do servidor FTP. Se você pretende carregar ativos grandes (> 1 GB) ou pastas e subpastas inteiras, deve usar o FTP. Você pode até mesmo configurar o upload do FTP para que ocorra de forma recorrente e programada.
No modo Mídia dinâmica - Scene7, você só pode fazer upload de ativos com tamanhos de arquivo de 2 GB ou menos.
Para carregar ativos via FTP no modo Dynamic Media - Scene7, instale o Feature Pack 18912 nas instâncias do Experience Manager autor. Entre em contato com o Atendimento ao cliente da Adobe para obter acesso ao FP-18912 e concluir a configuração da sua conta FTP. Para obter mais informações, consulte Instalar o pacote de recursos 18912 para migração de ativos em massa.
Se você usar FTP para fazer upload de ativos, as configurações de upload especificadas em Experience Manager serão ignoradas. Em vez disso, as regras de processamento de arquivos, conforme definidas no Dynamic Media Classic, são usadas.
Para fazer upload de ativos usando FTP
  1. Usando sua escolha de cliente FTP, faça logon no servidor FTP usando o nome de usuário e a senha FTP recebidos do email de provisionamento. No cliente FTP, carregue arquivos ou pastas no servidor FTP.
  2. Faça logon no Dynamic Media Classic usando as credenciais recebidas do email de provisionamento. Na barra de navegação global, clique em Carregar .
  3. Na página Carregar, perto do canto superior esquerdo, clique na guia Via FTP .
  4. No lado esquerdo da página, escolha uma pasta FTP da qual fazer upload de arquivos; no lado direito da página, escolha uma pasta de destino.
  5. Perto do canto inferior direito da página, clique em Opções de trabalho e defina as opções desejadas com base nos ativos na pasta selecionada.
    Consulte Opções de upload de tarefa.
    Ao carregar ativos via FTP, as opções de trabalho de upload definidas no Dynamic Media Classic (S7) têm prioridade sobre os parâmetros de processamento de ativos definidos em Experience Manager.
  6. No canto inferior direito da caixa de diálogo Carregar opções de trabalho, clique em Salvar .
  7. No canto inferior direito da página Carregar, clique em Enviar upload .
    Para visualização do progresso do upload, na barra de navegação global, clique em Tarefas . A página Tarefas exibe o progresso do upload. Você pode continuar trabalhando Experience Manager e retornar à página de Tarefas no Dynamic Media Classic a qualquer momento para revisar um trabalho em andamento. Para cancelar um trabalho de upload em andamento, clique em Cancelar ao lado da Duração.

Carregar opções de trabalho

Opção Carregar
Subopção
Descrição
Nome da tarefa
O nome padrão pré-preenchido no campo de texto inclui a parte digitada pelo usuário do nome e o carimbo de data e hora. Você pode usar o nome padrão ou digitar o nome de sua própria criação para este trabalho de upload.
O trabalho e outros trabalhos de upload e publicação são registrados na página Tarefas, onde você pode verificar o status dos trabalhos.
Publicar após carregar
Publica automaticamente os ativos que você carrega.
Substituir em qualquer pasta, o mesmo nome do ativo base, independentemente da extensão
Selecione essa opção se desejar que os arquivos carregados substituam os arquivos existentes pelos mesmos nomes. O nome dessa opção pode ser diferente, dependendo das configurações em Configuração do aplicativo > Configurações ​gerais > Carregar no aplicativo > Substituir imagens .
Descompacte arquivos Zip ou Tar no upload
Opções de trabalho
Clique em Opções de trabalho para abrir a caixa de diálogo Carregar opções de trabalho e escolher opções que afetam todo o trabalho de upload. Essas opções são as mesmas para todos os tipos de arquivos.
Você pode escolher as opções padrão para fazer upload de arquivos a partir da página Configurações gerais do aplicativo. Para abrir esta página, escolha Configuração > Configuração ​do aplicativo. Clique no botão Opções de upload padrão para abrir a caixa de diálogo Opções de upload de trabalho.
Quando
Selecione Uma vez ou Recorrente. Para definir um trabalho recorrente, escolha uma opção Repetir (Diário, Semanal, Mensal ou Personalizado) para especificar quando você deseja que o trabalho de upload do FTP seja repetido. Em seguida, especifique as opções de agendamento conforme necessário.
Incluir subpastas
Carregue todas as subpastas dentro da pasta que você deseja carregar. Os nomes da pasta e suas subpastas carregadas são inseridos automaticamente em Experience Manager Assets.
Opções de corte
Para recortar manualmente das laterais de uma imagem, selecione o menu Recortar e escolha Manual. Em seguida, insira o número de pixels a serem cortados de qualquer lado ou de cada lado da imagem. A quantidade de imagens cortadas depende da configuração ppi (pixels por polegada) no arquivo de imagem. Por exemplo, se a imagem exibir 150 ppi e você digitar 75 nas caixas de texto Superior, Direita, Inferior e Esquerda, meia polegada será cortada de cada lado.
Para recortar automaticamente pixels de espaço em branco de uma imagem, abra o menu Recortar, escolha Manual e insira medidas de pixel nos campos Superior, Direita, Inferior e Esquerda para recortar das laterais. Você também pode escolher Aparar no menu Cortar e escolher estas opções:
Aparar com base em
  • Cor - Escolha a opção Cor. Em seguida, selecione o menu Canto e escolha o canto da imagem com a cor que melhor representa a cor do espaço em branco que você deseja cortar.
  • Transparência - Escolha a opção Transparência.
    Tolerância - Arraste o controle deslizante para especificar uma tolerância de 0 a 1.Para aparar com base na cor, especifique 0 para recortar os pixels somente se eles corresponderem exatamente à cor selecionada no canto da imagem. Números próximos a 1 permitem mais diferenças de cor.
    Para aparar com base na transparência, especifique 0 para cortar pixels somente se eles forem transparentes. Números mais próximos a 1 permitem mais transparência.
Observe que essas opções de corte não são destrutivas.
Opções de Perfil de cores
Escolha uma conversão de cores ao criar arquivos otimizados usados para o delivery:
  • Preservação de cor padrão: Mantém as cores da imagem de origem sempre que as imagens contêm informações de espaço de cor; não há conversão de cores. Quase todas as imagens hoje têm o perfil de cor apropriado já incorporado. No entanto, se uma imagem de origem CMYK não contiver um perfil de cor incorporado, as cores serão convertidas em espaço de cor sRGB (azul verde padrão). O sRGB é o espaço de cores recomendado para exibir imagens em páginas da Web.
  • Manter espaço de cor original: Mantém as cores originais sem qualquer conversão de cores no momento. Para imagens sem um perfil de cor incorporado, qualquer conversão de cor é feita usando os perfis de cor padrão definidos nas configurações de Publicação. Os perfis coloridos podem não estar alinhados com a cor nos arquivos criados com essa opção. Portanto, é recomendável usar a opção Preservação de cor padrão.
  • Os menus Personalizado de > Para
    abre para que você possa escolher um espaço de cores Converter de e Converter em. Essa opção avançada substitui todas as informações de cores incorporadas no arquivo de origem. Selecione essa opção quando todas as imagens que você está enviando contiverem dados de perfil de cor incorretos ou ausentes.
Opções de edição de imagens
É possível preservar as máscaras de recorte em imagens e escolher um perfil colorido.
Opções de Postscript
Você pode rasterizar arquivos PostScript®, cortar arquivos, manter planos de fundo transparentes, escolher uma resolução e escolher um espaço de cor.
Consulte Configuração de opções de upload do PostScript e do Illustrator.
Opções do Photoshop
Você pode criar modelos a partir de arquivos do Adobe® Photoshop®, manter camadas, especificar como as camadas são nomeadas, extrair texto e especificar como as imagens são ancoradas em modelos.
Observe que os modelos não são suportados em Experience Manager.
Consulte Configuração de opções de upload do Photoshop.
Opções de PDF
Você pode rasterizar os arquivos, extrair palavras de pesquisa e links, gerar automaticamente um eCatalog, definir a resolução e escolher um espaço de cor.
Observe que não há suporte para eCatalogs em Experience Manager.
Consulte Configuração de opções de upload de PDF.
Opções do Illustrator
Você pode rasterizar arquivos do Adobe Illustrator®, manter planos de fundo transparentes, escolher uma resolução e escolher um espaço de cor.
Consulte Configuração de opções de upload do PostScript e do Illustrator.
Opções de vídeo
Você pode transcodificar um arquivo de vídeo escolhendo uma predefinição de vídeo.
Consulte Configuração de opções de upload de eVideo.
Predefinições de Conjunto de Lotes
Para criar um Conjunto de imagens ou um Conjunto de rotação a partir dos arquivos carregados, clique na coluna Ativo da predefinição que deseja usar. É possível selecionar mais de uma predefinição. As predefinições são criadas na página Predefinições de Configuração de aplicativo/Conjunto de lotes do Dynamic Media Classic.
Consulte Configuração de predefinições de conjuntos de lotes para gerar automaticamente conjuntos de imagens e conjuntos de rotação para saber mais sobre como criar predefinições de conjuntos de lotes.

Definir opções de edição de imagem no upload

Ao fazer upload de arquivos de imagem, incluindo arquivos AI, EPS e PSD, você pode realizar as seguintes ações de edição na caixa de diálogo Opções de trabalho de upload:
  • Recorte o espaço em branco da borda das imagens (consulte a descrição na tabela acima).
  • Recorte manualmente das laterais das imagens (consulte a descrição na tabela acima).
  • Escolha um perfil colorido (consulte a descrição da opção na tabela acima).
  • Crie uma máscara a partir de um caminho de recorte.
  • Nitidez de imagens com opções de máscara nítida
  • Plano de fundo de separação

Definir opções de upload do PostScript e do Illustrator

Ao carregar arquivos de imagem PostScript (EPS) ou Illustrator (AI), você pode formatá-los de várias maneiras. Você pode rasterizar os arquivos, manter o plano de fundo transparente, escolher uma resolução e escolher um espaço de cor. As opções para a formatação de arquivos PostScript e Illustrator estão disponíveis na caixa de diálogo Opções de trabalho de upload, em Opções de PostScript e Opções doIllustrator.
Opção
Subopção
Descrição
Processando
Escolha Rasterizar para converter gráficos vetoriais no arquivo para o formato de bitmap.
Manter plano de fundo transparente na imagem renderizada
Manter a transparência em segundo plano do arquivo.
Resolução
Determina a configuração de resolução. Essa configuração determina quantos pixels são exibidos por polegada no arquivo.
Espaço de cor
Selecione o menu Espaço de cor e escolha entre as seguintes opções de espaço de cor:
Detectar automaticamente
Mantém o espaço de cores do arquivo.
Forçar como RGB
Converte para o espaço de cores RGB.
Forçar como CMYK
Converte para o espaço de cores CMYK.
Forçar como escala de cinza
Converte para o espaço de cores em tons de cinza.

Definir opções de upload do Photoshop

Os arquivos do Documento do Photoshop (PSD) são usados com mais frequência para criar modelos de imagem. Ao carregar um arquivo PSD, você pode criar um modelo de imagem automaticamente a partir do arquivo (selecione a opção Criar modelo na tela Carregar).
O Dynamic Media cria várias imagens a partir de um arquivo PSD com camadas se você usar o arquivo para criar um modelo; cria uma imagem para cada camada.
Use as Opções de corte e as Opções de Perfilcolorido, descritas acima, com as opções de upload do Photoshop.
Os modelos não são suportados em Experience Manager.
Opção
Subopção
Descrição
Manter camadas
Limpa as camadas no PSD, se houver, em ativos individuais. As camadas de ativo permanecem associadas ao PSD. É possível visualização-los abrindo o arquivo PSD na visualização Detalhe e selecionando o painel de camadas.
Criar modelo
Cria um modelo a partir das camadas no arquivo PSD.
Extrair texto
Extrai o texto para que os usuários possam pesquisar por texto em um Visualizador.
Estender camadas ao tamanho do plano de fundo
Estende o tamanho das camadas de imagem recortadas até o tamanho da camada de plano de fundo.
Nomenclatura de camada
As camadas no arquivo PSD são carregadas como imagens separadas.
Nome da camada
Nomeia as imagens após seus nomes de camada no arquivo PSD. Por exemplo, uma camada chamada Tag de preço no arquivo PSD original se torna uma imagem chamada Tag de preço. No entanto, se os nomes de camada no arquivo PSD forem nomes de camada padrão do Photoshop (Plano de fundo, Camada 1, Camada 2 e assim por diante), as imagens serão nomeadas após seus números de camada no arquivo PSD, não seus nomes de camada padrão.
Photoshop e número de camada
Nomeia as imagens após seus números de camada no arquivo PSD, ignorando os nomes das camadas originais. As imagens são nomeadas com o nome de arquivo do Photoshop e um número de camada anexado. Por exemplo, a segunda camada de um arquivo chamado Spring Ad.psd é chamada Spring Ad_2 mesmo se ela tiver um nome não padrão no Photoshop.
Photoshop e nome de camada
Nomeia as imagens após o arquivo PSD seguido do nome da camada ou do número da camada. O número da camada será usado se os nomes de camada no arquivo PSD forem nomes de camada padrão do Photoshop. Por exemplo, uma camada chamada Marca de preço em um arquivo PSD chamado SpringAd é chamada Marca Ad_Price Primavera. Uma camada com o nome padrão Camada 2 é chamada Primavera Ad_2.
Âncora
Especifique como as imagens são ancoradas em modelos gerados a partir da composição em camadas produzida a partir do arquivo PSD. Por padrão, a âncora é o centro. Uma âncora central permite que as imagens de substituição preencham melhor o mesmo espaço, independentemente da proporção da imagem de substituição. Imagens com um aspecto diferente que substituem essa imagem, ao referenciar o modelo e usar substituição de parâmetro, ocupam efetivamente o mesmo espaço. Altere para uma configuração diferente se o aplicativo exigir as imagens de substituição para preencher o espaço alocado no modelo.

Definir opções de upload de PDF

Ao carregar um arquivo PDF, você pode formatá-lo de várias maneiras. Você corta suas páginas, extrai palavras de pesquisa, digita uma resolução de pixels por polegada e escolhe um espaço de cor. Os arquivos PDF geralmente contêm uma margem de aparagem, marcas de corte, marcas de registro e marcas de outra impressora. É possível recortar essas marcas dos lados das páginas ao carregar um arquivo PDF.
Os eCatalogs não são suportados em Experience Manager.
Escolha uma das seguintes opções:
Opção
Subopção
Descrição
Processando
Rasterizar
(Padrão) Limpa as páginas no arquivo PDF e converte gráficos vetoriais em imagens de bitmap. Escolha essa opção para criar um eCatalog.
Extrair
Pesquisar palavras
Extrai palavras do arquivo PDF para que o arquivo possa ser pesquisado por palavra-chave em um eCatalog Viewer.
Links
Extrai links dos arquivos PDF e os converte em mapas de imagem usados em um eCatalog Viewer.
Gerar automaticamente o eCatalog de várias páginas em PDF
Cria automaticamente um eCatalog a partir do arquivo PDF. O eCatalog recebe o nome do arquivo PDF que você carregou. Essa opção só estará disponível se você rasterizar o arquivo PDF ao carregá-lo.
Resolução
Determina a configuração de resolução. Essa configuração determina quantos pixels são exibidos por polegada no arquivo PDF. O padrão é 150.
Espaço de cor
Selecione o menu Espaço de cor e escolha um espaço de cor para o arquivo PDF. A maioria dos arquivos PDF tem imagens coloridas RGB e CMYK. O espaço de cores RGB é preferível para visualização online.
Detectar automaticamente
Mantém o espaço de cores do arquivo PDF.
Forçar como RGB
Converte para o espaço de cores RGB.
Forçar como CMYK
Converte para o espaço de cores CMYK.
Forçar como escala de cinza
Converte para o espaço de cores em tons de cinza.

Definir opções de upload de eVideo

Para transcodificar um arquivo de vídeo escolhendo uma variedade de predefinições de vídeo.
Opção
Subopção
Descrição
Vídeo adaptável
Uma única predefinição de codificação que funciona com qualquer proporção para criar vídeos para delivery, tablet e desktop. Os vídeos de origem carregados que são codificados com essa predefinição são definidos com uma altura fixa. Entretanto, a largura é dimensionada automaticamente para preservar a proporção do vídeo.
A prática recomendada é usar a codificação de vídeo adaptável.
Predefinições de codificação única
Classificar predefinições de codificação
Selecione Nome ou Tamanho para classificar as predefinições de codificação listadas em Desktop, Móvel e Tablet por nome ou por tamanho de resolução.
Área de trabalho
Crie um arquivo MP4 para fornecer uma experiência de streaming ou vídeo progressivo para computadores desktop.Selecione uma ou mais proporções com o tamanho da resolução e a taxa de dados do público alvo desejados.
Móvel
Crie um arquivo MP4 para delivery em dispositivos móveis iPhone ou Android.Selecione uma ou mais proporções com o tamanho da resolução e a taxa de dados do público alvo desejados.
Tablet
Crie um arquivo MP4 para delivery em dispositivos tablet iPad ou Android.Selecione uma ou mais proporções com o tamanho de resolução e a taxa de dados do público alvo desejados.

Definir predefinições de conjunto de lotes ao carregar

Se quiser criar automaticamente um Conjunto de imagens ou um Conjunto de rotação a partir de imagens carregadas, clique na coluna Ativo da predefinição que deseja usar. É possível selecionar mais de uma predefinição.
Consulte Configuração de predefinições de conjuntos de lotes para gerar automaticamente conjuntos de imagens e conjuntos de rotação para saber mais sobre como criar predefinições de conjuntos de lotes.

Carregamentos em fluxo

Se você fizer upload de muitos ativos para Experience Manager, as solicitações de E/S para o servidor aumentarão drasticamente, o que reduz a eficiência do upload e pode até fazer com que algumas tarefas de upload fiquem esgotadas. Experience Manager Assets oferece suporte ao carregamento simplificado de ativos. O carregamento em sequência reduz a E/S do disco durante a operação de upload, evitando o armazenamento de ativos em uma pasta temporária no servidor antes de copiá-lo para o repositório. Em vez disso, os dados são transferidos diretamente para o repositório. Dessa forma, o tempo de upload de ativos grandes e a possibilidade de tempos limite são reduzidos. Por padrão, o upload em fluxo é ativado em Assets.
O carregamento de fluxo é desabilitado para Experience Manager execução no servidor JEE com a versão servlet-api inferior a 3.1.

Extrair arquivo ZIP contendo ativos

Você pode carregar arquivos ZIP como qualquer outro ativo suportado. As mesmas regras de nome de arquivo se aplicam aos arquivos ZIP. Experience Manager permite que você extraia um arquivo ZIP para um local DAM. Se os arquivos de arquivamento não contiverem ZIP como extensão, ative a detecção de tipo de arquivo usando conteúdo.
Selecione um arquivo ZIP de cada vez, clique em Extrair arquivo e selecione uma pasta de destino. Selecione uma opção para lidar com conflitos, se houver. Se os ativos no arquivo ZIP já existirem na pasta de destino, você poderá selecionar uma destas opções: pule a extração, substitua os arquivos existentes, mantenha ambos os ativos renomeando ou crie uma nova versão.
Após a extração ser concluída, Experience Manager notifique você na área de notificação. Enquanto Experience Manager extrai o ZIP, você pode voltar ao seu trabalho sem interromper a extração.
Algumas limitações do recurso são:
  • Se existir uma pasta com o mesmo nome no destino, os ativos do arquivo ZIP serão extraídos na pasta existente.
  • Se você cancelar a extração, os ativos já extraídos não serão excluídos.
  • Não é possível selecionar dois arquivos ZIP ao mesmo tempo e extraí-los. Você só pode extrair um arquivo ZIP por vez.
  • Ao carregar um arquivo ZIP, se a caixa de diálogo de upload exibir um erro de servidor 500, tente novamente após instalar o service pack mais recente.

Pré-visualizações

Para pré-visualização de um ativo, siga estas etapas.
  1. Na interface do Assets usuário, navegue até o local do ativo que deseja pré-visualização.
  2. Clique no ativo desejado para abri-lo.
  3. No modo de pré-visualização, as opções de zoom estão disponíveis para os tipos de imagem suportados (com edição interativa).
    Para aplicar zoom em um ativo, clique + (ou clique na lupa do ativo). Para diminuir o zoom, clique em - . Ao ampliar, você pode observar cuidadosamente qualquer área da imagem ao deslocar o panorama. A seta de redefinição de zoom leva você de volta à visualização original.
    Clique em Redefinir para redefinir a visualização para o tamanho original.
Pré-visualizações usando apenas teclas de teclado
Para pré-visualização de um ativo usando o teclado, siga estas etapas:
  1. Na interface do Assets usuário, navegue até o ativo desejado usando Tab as teclas de seta e <barra de espaço>.
  2. Pressione a Enter tecla no ativo desejado para abri-lo. É possível aplicar zoom em ativos no modo de pré-visualização.
  3. Para aplicar zoom no ativo:
    1. Use a Tab tecla para mover o foco para o ícone de zoom.
    2. Use a Enter tecla para aplicar zoom na imagem.
    Para diminuir o zoom, use a Tab tecla para mover o foco para o ícone de afastar o zoom e pressione Enter .
  4. Use as teclas Shift + Tab para mover o foco de volta para a imagem.
  5. Use as teclas de seta para mover-se em torno da imagem ampliada.

Editar propriedades e metadados

  1. Navegue até o local do ativo para editar seus metadados.
  2. Selecione o ativo e clique em Propriedades na barra de ferramentas para visualização das propriedades do ativo. Como alternativa, escolha a ação rápida Propriedades no cartão de ativos.
  3. Na página Propriedades , edite as propriedades de metadados em várias guias. Por exemplo, na guia Básico , edite o título, a descrição e assim por diante.
    O layout da página Propriedades e as propriedades de metadados disponíveis dependem do schema de metadados subjacente. Para saber como modificar o layout da página Propriedades , consulte Schemas de metadados.
  4. Para programar uma data/hora específica para a ativação do ativo, use o seletor de datas ao lado do campo No horário .
    Figura: Agende a ativação de ativos.
  5. Para desativar o ativo após uma duração específica, escolha a data/hora de desativação no seletor de datas ao lado do campo Tempo de desativação . A data de desativação deve ser posterior à data de ativação de um ativo. Após o Tempo desligado, um ativo e suas representações não estarão disponíveis por meio da interface da Assets Web ou da API HTTP.
    Figura: Programe a desativação de ativos.
  6. No campo Tags , selecione uma ou mais tags. Para adicionar uma tag personalizada, digite o nome da tag na caixa e pressione Enter. A nova tag é salva em Experience Manager. YouTube requer tags para publicação. Consulte publicar vídeos no YouTube .
    Para criar tags, você precisa de permissão de gravação /content/cq:tags/default no repositório CRX.
  7. To provide a rating to the asset, click the Advanced tab and then click the star at the appropriate position to assign the desired rating.
    A pontuação de classificação atribuída ao ativo é exibida em Suas Classificações . A pontuação de classificação média recebida dos usuários que classificaram o ativo é exibida em Classificação . Além disso, a análise das pontuações de classificação que contribuem para a pontuação de classificação média é exibida em Análise de classificação. Você pode pesquisar ativos com base nas pontuações de classificação médias.
  8. Para obter estatísticas de uso de visualização para o ativo, clique na guia Insights .
    As estatísticas de uso incluem o seguinte:
    • Número de vezes que o ativo foi exibido ou baixado
    • Canais/dispositivos através dos quais o ativo foi usado
    • Soluções criativas onde o ativo foi usado recentemente
    Para obter mais detalhes, consulte Asset Insights .
  9. Click Save &amp; Close .
  10. Navegue até a interface do Assets usuário. As propriedades de metadados editadas, incluindo título, descrição, classificações e assim por diante, são exibidas no cartão de ativos na visualização do cartão e em colunas relevantes na visualização da Lista.

Copiar ativos

Quando você copia um ativo ou uma pasta, o ativo inteiro ou a pasta é copiado, juntamente com sua estrutura de conteúdo. Um ativo copiado ou uma pasta é duplicado no local do público alvo. O ativo no local de origem não é alterado.
Alguns atributos exclusivos a uma cópia específica de um ativo não são transmitidos. Alguns exemplos são:
  • ID do ativo, data e hora de criação e versões e histórico de versões. Algumas dessas propriedades são indicadas pelas propriedades jcr:uuid , jcr:created e cq:name .
  • O tempo de criação e os caminhos referenciados são exclusivos para cada ativo e cada uma de suas execuções.
As outras propriedades e informações de metadados são mantidas. Uma cópia parcial não é criada ao copiar um ativo.
  1. Na Assets interface, selecione um ou mais ativos e clique no ícone Copiar na barra de ferramentas. Como alternativa, selecione a ação rápida Copiar no cartão de ativos.
    Se você usar a ação rápida Copiar , poderá copiar apenas um ativo por vez.
  2. Navegue até o local onde deseja copiar os ativos.
    Se você copiar um ativo no mesmo local, Experience Manager gera automaticamente uma variação do nome. Por exemplo, se você copiar um ativo intitulado Square , Experience Manager gera automaticamente o título para sua cópia como Square1 .
  3. Clique no ícone Colar ativo na barra de ferramentas.
    Assets são copiados para este local.
    O ícone Colar está disponível na barra de ferramentas até que a operação de colar seja concluída.

Mover ou renomear ativos

  1. Navegue até o local do ativo que deseja mover.
  2. Selecione o ativo e clique no ícone Mover na barra de ferramentas.
  3. No assistente Mover ativos , execute um dos procedimentos a seguir:
    • Especifique o nome do ativo depois de movê-lo. Em seguida, clique em Avançar para continuar.
    • Clique em Cancelar para interromper o processo.
    • Você pode especificar o mesmo nome para o ativo se não houver um ativo com esse nome no novo local. No entanto, você deve usar um nome diferente se mover o ativo para um local onde um ativo com o mesmo nome exista. Se você usar o mesmo nome, o sistema gera automaticamente uma variação do nome. Por exemplo, se seu ativo tiver o nome Quadrado, o sistema gera o nome Quadrado1 para sua cópia.
    • Ao renomear, o espaço em branco não é permitido no nome do arquivo.
  4. Na caixa de diálogo Selecionar destino , execute um dos procedimentos a seguir:
    • Navegue até o novo local dos ativos e clique em Avançar para continuar.
    • Clique em Voltar para retornar à tela Renomear .
  5. Se os ativos que estão sendo movidos tiverem páginas, ativos ou coleções de referência, a guia Ajustar referências aparecerá ao lado da guia Selecionar destino .
    Execute um dos procedimentos a seguir na tela Ajustar referências :
    • Especifique as referências a serem ajustadas com base nos novos detalhes e clique em Mover para continuar.
    • Na coluna Ajustar , selecione/desmarque referências aos ativos.
    • Clique em Voltar para retornar à tela Selecionar destino .
    • Clique em Cancelar para interromper a operação de movimentação.
    Se você não atualizar referências, elas continuarão apontando para o caminho anterior do ativo. Se você ajustar as referências, elas serão atualizadas para o novo caminho do ativo.

Gerenciar execuções

  1. Você pode adicionar ou remover representações de um ativo, exceto o original. Navegue até o local do ativo para o qual você deseja adicionar ou remover representações.
  2. Clique no ativo para abrir sua página de ativos.
  3. Clique no ícone GlobalNav e selecione Representações na lista.
  4. No painel Representações , visualização a lista de representações geradas para o ativo.
    Por padrão, Assets não exibe a representação original do ativo no modo de pré-visualização. Se você for um administrador, poderá usar sobreposições para configurar Assets a exibição de representações originais no modo de pré-visualização.
  5. Selecione uma representação para visualização ou exclua a representação.
    Excluir uma representação
    Selecione uma representação no painel Representações e clique no ícone Excluir representação da barra de ferramentas. As execuções não podem ser excluídas em massa após a conclusão do processamento do ativo. Para ativos individuais, você pode remover execuções manualmente da interface do usuário. Para vários ativos, você pode personalizar o Experience Manager para excluir execuções específicas ou excluir os ativos e fazer upload dos ativos excluídos novamente.
    Carregar uma nova execução
    Navigate to the asset details page for the asset, and click the Add Rendition icon in the toolbar to upload a new rendition for the asset.
    Se você selecionar uma representação no painel Representações , a barra de ferramentas alterará o contexto e exibirá somente as ações relevantes para a representação. As opções, como o ícone Fazer upload da representação, não são exibidas. Para exibir essas opções na barra de ferramentas, navegue até a página de detalhes do ativo.
    Você pode configurar as dimensões para a representação que deseja exibir na página de detalhes de um ativo de imagem ou vídeo. Com base nas dimensões especificadas, Assets exibe a representação com as dimensões exatas ou mais próximas.
    Para configurar as dimensões de representação de uma imagem no nível de detalhes do ativo, sobreponha o nó renditionpicker ( libs/dam/gui/content/assets/assetpage/jcr:content/body/content/content/items/assetdetail/items/col1/items/assetview/renditionpicker ) e configure o valor da propriedade largura. Configure o tamanho (Longo) em KB da propriedade no lugar da largura para personalizar a representação na página Detalhes do ativo com base no tamanho da imagem. Para personalização baseada em tamanho, a propriedade preferOriginal atribui preferência ao original se o tamanho da representação correspondente for maior que o original.
    Da mesma forma, é possível personalizar a imagem da página Anotar sobrepondo libs/dam/gui/content/assets/annotate/jcr:content/body/content/content/items/content/renditionpicker .
    Para configurar dimensões de representação para um ativo de vídeo, navegue até o videopicker nó no repositório CRX no local, sobreponha o nó /libs/dam/gui/content/assets/assetpage/jcr:content/body/content/content/items/assetdetail/items/col1/items/assetview/videopicker e edite a propriedade apropriada.
    As anotações em vídeo são compatíveis apenas em navegadores com formatos de vídeo compatíveis com HTML5. Além disso, dependendo do navegador, diferentes formatos de vídeo são suportados.
Para obter mais informações sobre como gerar e exibir subativos, consulte gerenciar subativos .

Delete assets

Para resolver ou remover as referências recebidas de outras páginas, atualize as referências relevantes antes de excluir um ativo.
Além disso, desative o botão forçar exclusão usando uma sobreposição para impedir que os usuários excluam ativos referenciados e deixem links quebrados.
  1. Vá ao local do(s) ativo(s) que deseja excluir.
  2. Selecione o ativo e clique no ícone Excluir na barra de ferramentas.
  3. Na caixa de diálogo de confirmação, clique em:
    • Cancelar para parar a ação
    • Excluir para confirmar a ação:
      • Se o ativo não tiver referências, ele será excluído.
      • Se o ativo tiver referências, uma mensagem de erro informará que Um ou mais ativos são referenciados. Você pode selecionar Forçar exclusão ou Cancelar .
    Para excluir ativos, um usuário requer permissões de exclusão em dam/asset . Se você tiver apenas permissões de modificação, poderá apenas editar os metadados do ativo e adicionar anotações ao ativo. No entanto, não é possível excluir o ativo ou seus metadados.
    Para resolver ou remover as referências recebidas de outras páginas, atualize as referências relevantes antes de excluir um ativo. Além disso, desative o botão forçar exclusão usando uma sobreposição para impedir que os usuários excluam ativos referenciados e deixem links quebrados.

Baixar ativos

Publish assets

Para obter mais informações específicas do Dynamic Media, consulte Publicação de ativos de Dynamic Media.
  1. Navegue até o local do(s) ativo(s)/pasta que deseja publicar
  2. Either select the Publish quick action from the asset card, or select the asset and click the Quick Publish icon from the toolbar.
  3. Se o ativo fizer referência a outros ativos, suas referências serão listadas no assistente. Somente as referências que não foram publicadas ou modificadas desde a última vez que foram publicadas/não foram publicadas são exibidas. Escolha as referências que deseja publicar.
    Pastas vazias, que fazem parte de uma pasta publicada, não são publicadas.
  4. Clique em Publicar para confirmar a ativação dos ativos.
Se você publicar um ativo que está sendo processado, somente o conteúdo original será publicado. As execuções estão faltando. Aguarde a conclusão do processamento e publique ou republique o ativo quando o processamento for concluído.

Cancelar publicação de ativos

  1. Navegue até o local da pasta de ativos/ativos que deseja remover do ambiente de publicação (cancelar publicação).
  2. Selecione o ativo/pasta para cancelar a publicação e clique no ícone Gerenciar publicação na barra de ferramentas.
  3. Selecione a ação Cancelar publicação na lista.
  4. Para cancelar a publicação do ativo mais tarde, selecione Cancelar publicação mais tarde e selecione uma data para cancelar a publicação do ativo.
  5. Agende uma data para o ativo ficar indisponível a partir do ambiente de publicação.
  6. Se o ativo fizer referência a outros ativos, escolha as referências que deseja cancelar a publicação. Clique em Cancelar publicação .
  7. Na caixa de diálogo de confirmação, clique em:
    • Cancelar para parar a ação
    • Cancele a publicação para confirmar que os ativos não foram publicados (não estão mais disponíveis no ambiente de publicação) na data especificada.
    Ao cancelar a publicação de um ativo complexo, cancele a publicação somente do ativo. Evite cancelar a publicação das referências, pois elas podem ser referenciadas por outros ativos publicados.

Grupo de usuário fechado

Um grupo de usuários fechado (CUG) é usado para limitar o acesso a pastas de ativos específicas publicadas a partir de Experience Manager. Se você criar um CUG para uma pasta, o acesso à pasta (incluindo os ativos e as subpastas da pasta) será restrito somente aos membros ou grupos atribuídos. Para acessar a pasta, eles devem fazer logon usando suas credenciais de segurança.
Os CUGs são uma maneira extra de restringir o acesso aos seus ativos. Você também pode configurar uma página de logon para a pasta.
  1. Selecione uma pasta na Assets interface e clique no ícone Propriedades na barra de ferramentas para exibir a página de propriedades.
  2. Na guia Permissões , adicione membros ou grupos em Grupo de usuários fechado.
  3. Para exibir uma tela de logon quando os usuários acessarem a pasta, selecione a opção Ativar . Em seguida, selecione o caminho para uma página de logon em Experience Managere salve as alterações.
    Se você não especificar o caminho para uma página de logon, Experience Manager exibirá a página de logon padrão na instância de publicação.
  4. Publique a pasta e tente acessá-la da instância de publicação. Uma tela de login é exibida.
  5. Se você for um membro do CUG, insira suas credenciais de segurança. A pasta é exibida depois de Experience Manager autenticá-lo.

Pesquisar ativos

Pesquisar ativos é fundamental para o uso de um sistema de gerenciamento de ativos digitais — seja para uso adicional por parte de profissionais de criação, para o gerenciamento robusto de ativos por parte de usuários e comerciantes, ou para administração por administradores de DAM.
Para pesquisas simples, avançadas e personalizadas para descobrir e usar os ativos mais apropriados, consulte os ativos de pesquisa no Experience Manager .

Ações rápidas

Os ícones de ação rápida estão disponíveis para um único ativo por vez. Dependendo do seu dispositivo, execute as seguintes ações para exibir os ícones de ação rápida:
  • Dispositivos de toque: Toque e segure. Por exemplo, em um iPad, é possível tocar e segurar um ativo para que as ações rápidas sejam exibidas.
  • Dispositivos não sensíveis ao toque: Passe o ponteiro do mouse. Por exemplo, em um dispositivo de desktop, a barra de ação rápida é exibida se você passar o ponteiro do mouse sobre a miniatura do ativo.

Editar imagens

As ferramentas de edição na Assets interface permitem executar pequenos trabalhos de edição em ativos de imagem. É possível recortar, girar, virar e executar outras tarefas de edição em imagens. Também é possível adicionar mapas de imagem a ativos.
Para alguns componentes, o modo Tela cheia tem opções adicionais disponíveis.
  1. Execute um dos procedimentos a seguir para abrir um ativo no modo de edição:
    • Selecione o ativo e clique no ícone Editar na barra de ferramentas.
    • Clique no ícone Editar que aparece em um ativo na visualização Cartão.
    • Na página do ativo, clique no ícone Editar na barra de ferramentas.
  2. Para recortar a imagem, clique no ícone Recortar .
  3. Selecione a opção desejada na lista. A área de corte aparece na imagem com base na opção escolhida. A opção Mão livre permite cortar a imagem sem restrições de proporção.
  4. Selecione a área a ser cortada e redimensione ou reposicione-a na imagem.
  5. Use o ícone Concluir (canto superior direito) para cortar a imagem. Clicar no ícone Concluir também aciona a regeneração de execuções.
  6. Use os ícones Desfazer e Refazer na parte superior direita para reverter para a imagem não cortada ou manter a imagem cortada, respectivamente.
  7. Clique no ícone Girar apropriado para girar a imagem no sentido horário ou anti-horário.
  8. Clique no ícone Virar apropriado para virar a imagem na horizontal ou na vertical.
  9. Click the Finish icon to save the changes.
A edição de imagens é compatível com os formatos de arquivos BMP, GIF, PNG e JPEG.
Também é possível adicionar mapas de imagem usando o editor de imagens. Para obter detalhes, consulte Adicionar mapas de imagem.
Para editar um arquivo TXT, defina o Day CQ Link Externalizer do Configuration Manager.

Linha do tempo

A linha do tempo permite que você visualização vários eventos para um item selecionado, como workflows ativos para um ativo, comentários/anotações, registros de atividades e versões.
Figura: Classificar entradas de linha do tempo de um ativo.
No console Acesse o console de coleções Coleções, a lista Mostrar todas fornece opções para visualização somente de comentários e workflows. Além disso, a linha do tempo é exibida somente para coleções de nível superior listadas no console. Ela não será exibida se você navegar dentro de qualquer uma das coleções.
A linha do tempo contém várias opções específicas para fragmentos de conteúdo.

Anotar ativos

Anotações são comentários ou notas explicativas adicionadas a imagens ou vídeos. As anotações fornecem aos comerciantes a capacidade de colaborar e deixar feedback sobre os ativos.
As anotações de vídeo são compatíveis apenas em navegadores com formatos de vídeo compatíveis com HTML5. Os formatos de vídeo compatíveis Assets dependem do navegador.
Para Fragmentos de conteúdo, as anotações são criadas no editor de fragmentos.
  1. Navegue até o local do ativo ao qual você deseja adicionar anotações.
  2. Clique no ícone Anotar de um dos seguintes:
    • Na barra de ferramentas depois de selecionar o ativo ou navegar até a página do ativo
  3. Adicione um comentário na caixa Comentário na parte inferior da linha do tempo. Como alternativa, marque uma área na imagem e adicione uma anotação na caixa de diálogo Adicionar anotação .
  4. Para notificar um usuário sobre uma anotação, especifique o endereço de email do usuário e adicione o comentário. Por exemplo, para notificar Aaron MacDonald sobre uma anotação, digite @aa. As dicas para todos os usuários correspondentes são exibidas em uma lista. Selecione o endereço de email do Aaron na lista para marcá-la com o comentário. Da mesma forma, você pode marcar mais usuários em qualquer lugar dentro da anotação ou antes ou depois dela.
    Para um usuário que não seja administrador, as sugestões serão exibidas somente se o usuário tiver permissões de Leitura em /home no Crx-de.
  5. Depois de adicionar a anotação, clique em Adicionar para salvá-la. Uma notificação para a anotação é enviada para Aaron.
    É possível adicionar várias anotações antes de salvá-las.
  6. Clique em Fechar para sair do modo Anotar.
  7. Para visualização da notificação, faça logon Assets com as credenciais do Aaron MacDonald e clique no ícone Notificações para visualização da notificação.
    As anotações também podem ser adicionadas aos ativos de vídeo. Ao anotar vídeos, o player pausa para permitir que você anote em um quadro. Para obter detalhes, consulte Gerenciamento de ativos de vídeo.
  8. Para escolher uma cor diferente para diferenciar os usuários, clique no ícone Perfil e clique em Minhas preferências .
    Specify the desired color in the Annotation Color box and then click Accept .
Também é possível adicionar anotações a uma coleção. No entanto, se uma coleção contiver coleções-filho, você poderá adicionar anotações/comentários somente à coleção-pai. A opção Anotar não está disponível para coleções filhas.

Anotações salvas da Visualização

  1. Para visualização de anotações salvas para um ativo, navegue até o local do ativo e abra a página do ativo para o ativo.
  2. Clique no ícone GlobalNav e escolha Linha do tempo na lista.
  3. Na lista Exibir todos na linha do tempo, selecione Comentários para filtrar os resultados com base em anotações.
    Clique em um comentário no painel Linha do tempo para visualização da anotação correspondente na imagem.
    Clique em Excluir para excluir um comentário específico.

Imprimir anotações

Se um ativo tiver anotações ou tiver sido submetido a um fluxo de trabalho de revisão, você poderá imprimir o ativo junto com anotações e revisar o status como um arquivo PDF para revisão offline.
Você também pode imprimir somente as anotações ou o status da revisão.
Para imprimir as anotações e revisar o status, clique no ícone Imprimir e siga as instruções do assistente. O ícone Imprimir aparece na barra de ferramentas somente quando o ativo tem pelo menos uma anotação ou status de revisão atribuídos a ele.
  1. Na Assets interface, abra a página pré-visualização de um ativo.
  2. Faça uma das seguintes opções:
    • Para imprimir todas as anotações e o status da revisão, pule a etapa 3 e vá diretamente para a etapa 4.
    • Para imprimir anotações específicas e revisar o status, abra a linha do tempo e vá para a etapa 3.
  3. Para imprimir anotações específicas, selecione as anotações na linha do tempo.
    Para imprimir somente o status da revisão, selecione-o na linha do tempo.
  4. Click the Print icon from the toolbar.
  5. Na caixa de diálogo Imprimir, escolha a posição em que deseja que o status de anotações/revisão seja exibido no PDF. Por exemplo, se desejar que as anotações/status sejam impressas na parte superior direita da página que contém a imagem impressa, use a configuração Superior esquerda . Está selecionado por padrão.
    É possível escolher outras configurações, dependendo da posição em que deseja que as anotações/status apareçam no PDF impresso. Se desejar que as anotações/status apareçam em uma página separada do ativo impresso, escolha Próxima página .
    Anotações extensas podem não ser renderizadas corretamente no arquivo PDF. Para uma renderização ideal, a Adobe recomenda que você limite as anotações a 50 palavras.
  6. Clique em Imprimir . Dependendo da opção escolhida na etapa 2, o PDF gerado exibirá as anotações/os status na posição especificada. Por exemplo, se optar por imprimir as anotações e o status da revisão usando a configuração Superior esquerdo , o resultado será semelhante ao arquivo PDF mostrado aqui.
  7. Baixe ou imprima o PDF usando as opções na parte superior direita.
    Se o ativo tiver subativos, você poderá imprimir todos os subativos junto com suas anotações específicas em nível de página.
    Para modificar a aparência do arquivo PDF renderizado, por exemplo, a cor, o tamanho e o estilo da fonte, a cor de plano de fundo dos comentários e status, abra a configuração do PDF de anotação no Configuration Manager e modifique as opções desejadas. Por exemplo, para alterar a cor de exibição do status aprovado, modifique o código de cor no campo correspondente. Para obter informações sobre como alterar a cor da fonte das anotações, consulte Anotar .
    Retorne ao arquivo PDF renderizado e atualize-o. O PDF atualizado reflete as alterações feitas.
Se um ativo incluir anotações em idiomas estrangeiros (especialmente idiomas não latinos), você deve primeiro configurar o CQ-DAM-Handler-Gibson Font Manager Service no Experience Manager servidor para poder imprimir essas anotações. Ao configurar o serviço CQ-DAM-Handler-Gibson Font Manager, forneça o caminho onde as fontes dos idiomas desejados estão localizadas.
  1. Abra a página de configuração do serviço CQ-DAM-Handler-Gibson Font Manager do URL https://[aem_server]:[port]/system/console/configMgr/com.day.cq.dam.handler.gibson.fontmanager.impl.FontManagerServiceImpl .
  2. Para configurar o serviço CQ-DAM-Handler-Gibson Font Manager, execute um dos seguintes procedimentos:
    • Na opção de diretório Fontes do sistema, especifique o caminho completo para o diretório de fontes no sistema. Por exemplo, se você for um usuário do Mac, poderá especificar o caminho como /Library/Fonts na opção de diretório System Fonts (Fontes do sistema). Experience Manager busca as fontes desse diretório.
    • Crie um diretório nomeado fonts dentro da crx-quickstart pasta. O serviço CQ-DAM-Handler-Gibson Font Manager busca automaticamente as fontes no local crx-quickstart/fonts . Você pode substituir esse caminho padrão na opção de diretório Fontes do Adobe Server.
    • Crie uma nova pasta para fontes em seu sistema e armazene as fontes desejadas na pasta. Em seguida, especifique o caminho completo para essa pasta na opção de diretório Fontes do cliente.
  3. Acesse a configuração do PDF de anotação do URL https://[aem_server]:[4502]/system/console/configMgr/com.day.cq.dam.core.impl.annotation.pdf.AnnotationPdfConfig .
  4. Configure o PDF de anotação com o conjunto correto de tipos de letra/família da seguinte maneira:
    • Inclua a string <font_family_name_of_custom_font, sans-serif> na opção font-family. Por exemplo, se você quiser imprimir anotações em CJK (chinês, japonês e coreano), inclua a string Arial Unicode MS, Noto Sans, Noto Sans CJK JP, sans-serif na opção família de fontes. Se quiser imprimir anotações em Hindi, baixe a fonte apropriada e configure a família de fontes como Arial Unicode MS, Noto Sans, Noto Sans CJK JP, Noto Sans Devanagari, sans-serif.
  5. Reinicie a Experience Manager instância.
Este é um exemplo de como você pode configurar Experience Manager para imprimir anotações em CJK (chinês, japonês e coreano):
  1. Baixe as fontes do Google Noto CJK dos links a seguir e armazene-as no diretório de fontes configurado no Serviço do Gerenciador de fontes.
  2. Configure o arquivo PDF de anotação definindo o parâmetro font-family como Arial Unicode MS, Noto Sans, Noto Sans CJK JP, sans-serif . Esta configuração está disponível por padrão e funciona para todos os idiomas europeus e CJK.
  3. Se o idioma de sua escolha for diferente dos idiomas mencionados na etapa 2, anexe uma entrada apropriada (separada por vírgulas) à família de fontes padrão.

Criar, gerenciar, pré-visualização e reverter versões de ativos

O controle de versão cria um instantâneo de ativos digitais em um ponto específico do tempo. O controle de versão ajuda a restaurar ativos para um estado anterior posteriormente. Por exemplo, se você deseja desfazer uma alteração feita em um ativo, restaure a versão não editada do ativo. No Experience Manager, você pode criar uma versão, visualização a revisão atual, visualização as diferenças lado a lado entre duas versões de imagens e restaurar um ativo para a versão anterior.
Você pode criar versões Experience Manager nos seguintes cenários:
  • Carregue um ativo com o mesmo nome de arquivo que existe no mesmo local. Pode ser um novo ativo ou uma versão modificada do mesmo ativo.
  • Edite uma imagem em Experience Manager e salve as alterações.
  • Edite os metadados de um ativo.
  • Use o aplicativo de Experience Manager desktop para fazer check-out de um ativo existente, editá-lo e fazer upload de suas alterações .
Você também pode ativar o controle automático de versão por meio de um fluxo de trabalho. Quando você cria uma versão para um ativo, os metadados e as execuções são salvos junto com a versão. As execuções são alternativas renderizadas das mesmas imagens, por exemplo, uma execução PNG de um arquivo JPEG carregado.
  1. Navegue até o local do ativo para o qual deseja criar uma versão e clique nele para abrir sua pré-visualização. No canto superior esquerdo da página, abra o menu e selecione Linha do tempo .
    Figura: Abra o menu na área superior esquerda da página e selecione a opçãoLinha do tempo.
  2. Para criar uma versão do ativo:
    • Clique em Ações na parte inferior.
    • Clique em Salvar como versão para criar uma versão para o ativo. Como opção, adicione um rótulo e um comentário.
    • Clique em Criar para criar uma versão.
      Figura: Crie uma versão de um ativo na barra lateral esquerda daLinha do tempo.
  3. Para visualização de uma versão de um ativo:
    • Clique em Mostrar tudo na Linha do tempo.
    • Clique em Versões . Todas as versões criadas para um ativo são listadas na barra lateral esquerda.
    • Selecione uma versão específica do ativo e clique em Versão da Pré-visualização.
  4. Para reverter para uma versão anterior do ativo, faça o seguinte: Após a reversão, essa versão é exibida na Assets interface e está disponível para uso.
    • Clique em uma versão do ativo. Como opção, adicione um rótulo e um comentário.
    • Click Revert to this Version .
      Figura: Selecione uma versão e reverta para ela. Ela se torna a versão atual que está disponível para os usuários do DAM.
  5. Para comparar duas versões de uma imagem, siga estas etapas:
    • Clique na versão a ser comparada com a versão atual.
    • Arraste o controle deslizante para a esquerda para sobrepor esta versão sobre a versão atual e compare.
    Figura: Use o controle deslizante para comparar facilmente as versões selecionadas de um ativo com a versão atual.

Start de um fluxo de trabalho em um ativo

Para aplicar um fluxo de trabalho para processar um ativo, consulte Fluxo de trabalho do start em um ativo .

Coleções

Uma coleção é um conjunto ordenado de ativos. Use coleções para compartilhar ativos relacionados entre usuários ou para agrupar ativos semelhantes para fácil descoberta.
  • Uma coleção pode incluir ativos de diferentes locais, pois eles só contêm referências a esses ativos. Cada coleção mantém a integridade referencial dos ativos.
  • Você pode compartilhar coleções com vários usuários com diferentes níveis de privilégio, incluindo edição, visualização e assim por diante.
Consulte gerenciar coleções para obter detalhes sobre o gerenciamento de coleções.