Show Menu
TÓPICOS×

Montagem De Documentos Usando A Numeração De Bates

É possível montar documentos PDF que contêm identificadores de página exclusivos usando a numeração de Bates. A numeração de Bates é um método de aplicar identificações exclusivas a um lote de documentos relacionados. A cada página do documento (ou conjunto de documentos) é atribuído um número de Bates que identifica exclusivamente a página. Por exemplo, documentos de fabricação que contêm informações da lista de materiais e que estão associados à produção de uma montagem podem conter um identificador. Um número de Bates contém um valor numérico incrementado sequencialmente e um prefixo e sufixo opcionais. O prefixo + sufixo numérico + é chamado de padrão de barras.
A ilustração a seguir mostra um documento PDF que contém um identificador exclusivo localizado no cabeçalho do documento.
Para a finalidade desta discussão, o identificador de página exclusivo é colocado no cabeçalho de um documento. Suponha que o seguinte documento DDX seja usado.
 <?xml version="1.0" encoding="UTF-8"?>
 <DDX xmlns="https://ns.adobe.com/DDX/1.0/">
        <PDF result="out.pdf">
        <Header>
         <Center>
             <StyledText>
                 <p font-size="20pt"><BatesNumber/></p>
             </StyledText>
         </Center>
     </Header>
           <PDF source="map.pdf" />
          <PDF source="directions.pdf" />
          </PDF>
 </DDX>

Este documento DDX mescla dois documentos PDF chamados map.pdf e direcçõespdf em um único documento PDF. O documento PDF resultante contém um cabeçalho que consiste em um identificador de página exclusivo. Por exemplo, o documento na ilustração acima mostra 000016.
Antes de ler esta seção, é recomendável que você esteja familiarizado com a montagem de documentos PDF usando o serviço Assembler. Esta seção não discute os conceitos, como criar um objeto de coleção que contenha documentos de entrada ou extrair os resultados do objeto de coleção retornado. (Consulte Montagem Programática De Documentos PDF.)
Para obter mais informações sobre o serviço Assembler, consulte Referência de serviços para formulários AEM.
Para obter mais informações sobre um documento DX, consulte Serviço de Montagem e Referência DDX.

Resumo das etapas

Para montar um documento PDF que contenha um identificador de página exclusivo (numeração de Bates), execute as seguintes tarefas:
  1. Incluir arquivos de projeto.
  2. Crie um cliente do Montador de PDF.
  3. Faça referência a um documento DDX existente.
  4. Referência a documentos PDF de entrada.
  5. Defina o valor inicial do número de Bates.
  6. Monte os documentos PDF de entrada.
  7. Extraia os resultados.
Incluir arquivos de projeto
Inclua os arquivos necessários no projeto de desenvolvimento. Se você estiver criando um aplicativo cliente usando Java, inclua os arquivos JAR necessários. Se você estiver usando serviços da Web, certifique-se de incluir os arquivos proxy.
Os seguintes arquivos JAR devem ser adicionados ao caminho de classe do seu projeto:
  • adobe-livecycle-client.jar
  • adobe-usermanager-client.jar
  • adobe-assembler-client.jar
  • adobe-utilities.jar (necessário se o AEM Forms for implantado em JBoss)
  • jbossall-client.jar (obrigatório se o AEM Forms for implantado em JBoss)
Se o AEM Forms for implantado em um servidor de aplicativos J2EE compatível que não seja JBoss, você deverá substituir os arquivos adobe-utilities.jar e jbossall-client.jar por arquivos JAR específicos do servidor de aplicativos J2EE no qual o AEM Forms é implantado. Para obter informações sobre a localização de todos os arquivos JAR do AEM Forms, consulte Inclusão de arquivos da biblioteca Java do AEM Forms.
Criar um cliente de Montador de PDF
Antes de poder executar programaticamente uma operação do Assembler, você deve criar um cliente de serviço do Assembler.
Referência a um documento DDX existente
Um documento DDX deve ser referenciado para montar um documento PDF. Por exemplo, considere o documento DDX que foi introduzido nesta seção. Para montar um documento PDF que contenha identificadores de página exclusivos, o documento DX deve conter o BatesNumber elemento .
Referência a documentos PDF de entrada
Os documentos PDF de entrada devem ser referenciados para montar um documento PDF. Por exemplo, os documentos map.pdf e direcçõespdf devem ser referenciados para reunir esses documentos PDF em um único documento PDF.
Definir o valor inicial do número de Bates
Você pode definir o valor inicial do número de Bates para atender às suas necessidades comerciais. Por exemplo, suponha que seja um requisito definir o valor inicial como 000100. Se você não definir o valor inicial, o valor da primeira página será 000000.
Montar os documentos PDF de entrada
Depois de criar o cliente do serviço Assembler, consulte o documento DX que contém informações de BatesNumber invokeDDX elementos, consulte um documento PDF de entrada e defina as opções de tempo de execução, você pode invocar a operação que resulta na montagem pelo serviço Assembler de um documento PDF que contém identificadores de página exclusivos.
Extrair os resultados
O serviço Assembler retorna um objeto de coleção que contém os resultados da tarefa. Você pode extrair o documento PDF resultante e quaisquer exceções que forem lançadas. Nessa situação, um documento PDF criptografado está localizado dentro do objeto de coleção.
Um objeto de coleção é retornado se você chamar a invokeDDX operação. Essa operação é usada ao transmitir dois ou mais documentos PDF de entrada ao serviço Assembler. No entanto, se você passar apenas um documento PDF de entrada para o serviço Assembler, deverá chamar a invokeOneDocument operação. Para obter informações sobre como usar essa operação, consulte Montagem de documentos PDF criptografados.
Consulte também:

Montar documentos com a numeração de Bates usando a API Java

Monte um documento PDF que usa identificadores de página exclusivos (numeração de Bates) usando a API de serviço do Assembler (Java):
  1. Incluir arquivos de projeto.
    Inclua arquivos JAR do cliente, como adobe-assembler-client.jar, no caminho de classe do seu projeto Java.
  2. Crie um cliente do Montador de PDF.
    • Crie um ServiceClientFactory objeto que contenha propriedades de conexão.
    • Crie um AssemblerServiceClient objeto usando seu construtor e transmitindo o ServiceClientFactory objeto.
  3. Faça referência a um documento DDX existente.
    • Crie um java.io.FileInputStream objeto que represente o documento DX usando seu construtor e transmitindo um valor de string que especifica o local do arquivo DX.
    • Crie um com.adobe.idp.Document objeto usando seu construtor e transmitindo o java.io.FileInputStream objeto.
  4. Referência a documentos PDF de entrada.
    • Crie um java.util.Map objeto usado para armazenar documentos PDF de entrada usando um HashMap construtor.
    • Para cada documento PDF de entrada, crie um java.io.FileInputStream objeto usando seu construtor e transmitindo o local do documento PDF de entrada. Nessa situação, passe o local de um documento PDF não protegido.
    • Para cada documento PDF de entrada, crie um com.adobe.idp.Document objeto e passe o java.io.FileInputStream objeto que contém o documento PDF.
    • Adicione uma entrada ao java.util.Map objeto chamando seu put método e transmitindo os seguintes argumentos:
      • Um valor de string que representa o nome da chave. Esse valor deve corresponder ao valor do elemento de origem do PDF especificado no documento DX. Por exemplo, o nome do arquivo de origem PDF especificado no documento DX que é introduzido nesta seção é Loan.pdf.
      • Um com.adobe.idp.Document objeto que contém o documento PDF não protegido.
  5. Defina o valor inicial do número de Bates.
    • Crie um AssemblerOptionSpec objeto que armazene opções de tempo de execução usando seu construtor.
    • Defina o número de Bates inicial chamando o AssemblerOptionSpec objeto setFirstBatesNumber e transmitindo um valor numérico que especifique o valor inicial.
  6. Monte os documentos PDF de entrada.
    Chame o AssemblerServiceClient método do invokeDDX objeto e passe os seguintes valores obrigatórios:
    • Um com.adobe.idp.Document objeto que representa o documento DX.
    • Um java.util.Map objeto que contém o arquivo PDF não protegido de entrada.
    • Um com.adobe.livecycle.assembler.client.AssemblerOptionSpec objeto que especifica as opções de tempo de execução, incluindo a fonte padrão e o nível de log de trabalhos. O invokeDDX método retorna um com.adobe.livecycle.assembler.client.AssemblerResult objeto que contém um documento PDF criptografado por senha.
  7. Extraia os resultados.
    Para obter o documento PDF recém-criado, execute as seguintes ações:
    • Chame o AssemblerResult método do getDocuments objeto. Essa ação retorna um java.util.Map objeto.
    • Iterar pelo java.util.Map objeto até encontrar o com.adobe.idp.Document objeto.
    • Chame o com.adobe.idp.Document copyToFile método do objeto para extrair o documento PDF.
Consulte também:

Montar documentos com a numeração de Bates usando a API de serviço da Web

Monte um documento PDF que usa identificadores de página exclusivos (numeração de Bates) usando a API de serviço do Assembler (serviço da Web):
  1. Incluir arquivos de projeto.
    Crie um projeto do Microsoft .NET que use MTOM. Certifique-se de usar a seguinte definição WSDL: http://localhost:8080/soap/services/AssemblerService?WSDL&lc_version=9.0.1 .
    Substitua localhost pelo endereço IP do servidor que hospeda o AEM Forms.
  2. Crie um cliente do Montador de PDF.
    • Crie um AssemblerServiceClient objeto usando seu construtor padrão.
    • Crie um AssemblerServiceClient.Endpoint.Address objeto usando o System.ServiceModel.EndpointAddress construtor. Passe um valor de string que especifica o WSDL para o serviço de formulários AEM (por exemplo, http://localhost:8080/soap/services/AssemblerService?blob=mtom ). Não é necessário usar o lc_version atributo. Esse atributo é usado ao criar uma referência de serviço.
    • Crie um System.ServiceModel.BasicHttpBinding objeto obtendo o valor do AssemblerServiceClient.Endpoint.Binding campo. Converta o valor de retorno em BasicHttpBinding .
    • Defina o System.ServiceModel.BasicHttpBinding campo do MessageEncoding objeto como WSMessageEncoding.Mtom . Esse valor garante que o MTOM seja usado.
    • Ative a autenticação HTTP básica executando as seguintes tarefas:
      • Atribua o nome de usuário dos formulários AEM ao campo AssemblerServiceClient.ClientCredentials.UserName.UserName .
      • Atribua o valor da senha correspondente ao campo AssemblerServiceClient.ClientCredentials.UserName.Password .
      • Atribua o valor constante HttpClientCredentialType.Basic ao campo BasicHttpBindingSecurity.Transport.ClientCredentialType .
      • Atribua o valor constante BasicHttpSecurityMode.TransportCredentialOnly ao campo BasicHttpBindingSecurity.Security.Mode .
  3. Faça referência a um documento DDX existente.
    • Crie um BLOB objeto usando seu construtor. O BLOB objeto é usado para armazenar o documento DX.
    • Crie um System.IO.FileStream objeto chamando seu construtor e transmitindo um valor de string que representa o local do arquivo do documento DX e o modo para abrir o arquivo.
    • Crie uma matriz de bytes que armazene o conteúdo do System.IO.FileStream objeto. É possível determinar o tamanho da matriz de bytes obtendo a propriedade do System.IO.FileStream objeto Length .
    • Preencha a matriz de bytes com dados de fluxo chamando o método do System.IO.FileStream objeto Read . Passe a matriz de bytes, a posição inicial e o comprimento do fluxo para ler.
    • Preencha o BLOB objeto atribuindo seu MTOM campo ao conteúdo da matriz de bytes.
  4. Referência a documentos PDF de entrada.
    • Para cada documento PDF de entrada, crie um BLOB objeto usando seu construtor. O BLOB objeto é usado para armazenar o documento PDF de entrada.
    • Crie um System.IO.FileStream objeto chamando seu construtor. Passe um valor de string que representa o local do arquivo do documento PDF de entrada e o modo no qual o arquivo deve ser aberto.
    • Crie uma matriz de bytes que armazene o conteúdo do System.IO.FileStream objeto. É possível determinar o tamanho da matriz de bytes obtendo a propriedade do System.IO.FileStream objeto Length .
    • Preencha a matriz de bytes com dados de fluxo chamando o método do System.IO.FileStream objeto Read . Passe a matriz de bytes, a posição inicial e o comprimento do fluxo para ler.
    • Preencha o BLOB objeto atribuindo sua MTOM propriedade ao conteúdo da matriz de bytes.
    • Create a MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType object. Esse objeto de coleção é usado para armazenar os documentos PDF de entrada.
    • Para cada documento PDF de entrada, crie um MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item objeto. Por exemplo, se dois documentos PDF de entrada forem usados, crie dois MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item objetos.
    • Atribua um valor de string que representa o nome da chave ao campo do MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item objeto key . Esse valor deve corresponder ao valor do elemento de origem do PDF especificado no documento DX. (Execute essa tarefa para cada documento PDF de entrada.)
    • Atribua o BLOB objeto que armazena o documento PDF ao MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item campo do value objeto. (Execute essa tarefa para cada documento PDF de entrada.)
    • Adicione o MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item objeto ao MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType objeto. Chame o MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType método do objeto Add e passe o MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType objeto. (Execute essa tarefa para cada documento PDF de entrada.)
  5. Defina o valor inicial do número de Bates.
    • Crie um AssemblerOptionSpec objeto que armazene opções de tempo de execução usando seu construtor.
    • Defina o número de Bates inicial atribuindo um valor numérico ao membro de firstBatesNumber dados que pertence ao AssemblerOptionSpec objeto.
  6. Monte os documentos PDF de entrada.
    Chame o método do AssemblerServiceClient objeto invoke e passe os seguintes valores:
    • Um BLOB objeto que representa o documento DX.
    • O MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType objeto que contém os documentos PDF de entrada. Suas chaves devem corresponder aos nomes dos arquivos de origem do PDF, e seus valores devem ser os BLOB objetos que correspondem a esses arquivos.
    • Um AssemblerOptionSpec objeto que especifica opções de tempo de execução. O invoke método retorna um AssemblerResult objeto que contém os resultados da tarefa e quaisquer exceções que ocorreram.
  7. Extraia os resultados.
    Para obter o documento PDF recém-criado, execute as seguintes ações:
    • Acesse o AssemblerResult campo do documents objeto, que é um Map objeto que contém os documentos PDF de resultado.
    • Itere pelo Map objeto até encontrar a chave que corresponde ao nome do documento resultante. Em seguida, converta o membro do storage value em um BLOB .
    • Extraia os dados binários que representam o documento PDF acessando a propriedade do BLOB objeto MTOM . Isso retorna uma matriz de bytes que você pode gravar em um arquivo PDF.
Consulte também: