Show Menu
TOPICS×

Configuração do serviço de Opt-in

Implemente o serviço de Opt-in como o único ponto de referência usado pelas soluções da Experience Cloud (referido como Categorias no Opt-in) para determinar se os cookies devem ser criados no dispositivo de um visitante.
O serviço de Opt-in é uma biblioteca JavaScript fornecida com a Experience Cloud ID (ECID) e existe no Visitor JS no
adobe
objeto global como o
adobe.optIn
objeto. O serviço de Opt-in instalado permite especificar se um visitante pode aderir às soluções da Adobe de uma só vez ou apresentar as soluções em sequência para fornecer permissões para cada uma delas. O recurso de gerenciamento de consentimento do serviço de Opt-in permite implementar com várias configurações para suas necessidades de privacidade específicas.
O serviço de Opt-in permite especificar se um visitante pode aderir às soluções da Adobe de uma só vez ou apresentar as soluções em sequência para fornecer permissões para cada uma delas. Quando o processo de aprovação é concluído e registrado pelo cliente, as aprovações do visitante da CMP pode ser recuperadas por todas as soluções da Adobe, que respondem com as chamadas de consentimento relacionadas.

Pré-requisitos

  1. ECID versão 4.0.
    Baixe a versão mais recente da ECID.
  2. Bibliotecas compatíveis:
    • ECID 4.0 ou posterior
    • AppMeasurement 2.11 ou posterior
    • DIL 9.0
    • AT.js versão 1.7.0
    • Extensão AT.js do Launch versão 9.0
    • Para o Analytics, AppMeasurement 2.11 com extensão 1.6
    • Para o Target, a extensão 0.9.1
  3. Familiarize-se bem com a estrutura de gerenciamento de consentimento que você usará com o Opt-in e entenda qualquer pré-requisito adicional.
  4. Os requisitos de privacidade da sua empresa serão específicos quanto à maneira como você permanece em conformidade com o GDPR. Saiba quais bibliotecas as equipes de privacidade da sua empresa aceitam usar em um estado pré-consentimento.
Se estiver usando o Adobe Launch , aproveite a Opt-in extension to configure Opt-in service.

Categorias de Opt-in

As preferências de Opt-in de um visitante são relativas a uma solução da Adobe Experience Cloud, sendo que cada solução é representada como uma categoria. As categorias são fornecidas pelo
adobe.OptInCategories
objeto, no qual, por exemplo, o componente ECID é referido como
adobe.OptInCategories
.
ECID
. Esta é a definição de
adobe.OptInCategories
:
As configurações de Opt-in são mantidas por categoria, sendo que cada solução da Experience Cloud é representada por uma categoria:
adobe.OptInCategories = { AAM: "aam", TARGET: "target", ANALYTICS: "aa", ECID: "ecid", };
O serviço de Opt-in permite definir as preferências de permissão dos visitantes para cada soluções da Adobe usada no site. Inclui uma biblioteca para salvar as configurações de um visitante por categoria aprovada e oferece suporte a um fluxo sequencial, no qual o processo de aprovação recebe as preferências “confirmar” ou “negar” para cada categoria, uma a uma. Você pode definir soluções/categorias para aderir como um todo ou como soluções individuais. Todas as bibliotecas do lado do cliente das soluções da Adobe dependem do serviço de Opt-in e não gerarão cookies se uma permissão não for concedida a elas. O Opt-in é compatível com várias abordagens para fornecer e atualizar as configurações de consentimento para o visitante atual. Essa seção fornece exemplos para definir as preferências do serviço de Opt-in. Consulte a Referência da API de Opt-in para obter uma lista completa de funções e parâmetros.
As configurações do serviço de Opt-in são fornecidas na
getInstance()
função do JS do visitante, que instancia o
adobe
objeto global. Abaixo encontram-se as configurações do JS do visitante para o serviço de Opt-in.
Exemplo de configuração de Opt-in na inicialização do
Visitor
objeto global
// FORMAT: Object<adobe.OptInCategories enum: boolean> var preOptInApprovalsConfig = {}; preOptInApprovals[adobe.OptInCategories.ANALYTICS] = true; // FORMAT: Object<adobe.OptInCategories enum: boolean> // If you are storing the OptIn permissions on your side (in a cookie you manage or in a CMP), // you have to provide those permissions through the previousPermissions config. // previousPermissions will overwrite preOptInApprovals. var previousPermissionsConfig = {}; previousPermissionsConfig[adobe.OptInCategories.AAM] = true; previousPermissionsConfig[adobe.OptInCategories.ANALYTICS] = false; Visitor.getInstance("YOUR_ORG_ID", { "doesOptInApply": true, // NOTE: This can be a function that evaluates to true or false. "preOptInApprovals": preOptInApprovalsConfig, "previousPermissions": previousPermissionsConfig, "isOptInStorageEnabled": true });
Lida com as alterações de consentimento
A qualquer momento durante a experiência de um visitante no site, ele pode definir preferências pela primeira vez ou alterar suas preferências usando o CMP. Quando o JS do Visitante é inicializado com as configurações iniciais, as permissões do visitante podem ser alteradas. Consulte Alterações no consentimento para obter uma lista das funções de consentimento gerenciadas.

Fluxos de trabalho de Opt-in

O serviço de Opt-in é compatível com um fluxo de trabalho no qual as permissões podem ser coletadas por mais de um ciclo de solicitação e as preferências são fornecidas uma a uma. Usando as seguintes funções e fornecendo
true
para
shouldWaitForComplete
, a solução poderá coletar o consentimento para uma ou para um subconjunto do total de categorias e, em seguida, coletar o consentimento para a próxima categoria ou subconjunto de categorias. Começando na primeira chamada, a propriedade
adobe.optIn.status
estará
pendente
até que
adobe.optIn.complete()
seja chamado no fim do fluxo. Uma vez coletado, o status é definido para
complete
.
adobe.optIn.approve(['AAM', 'ECID'], true); adobe.optIn.deny(['ANALYTICS'], true); adobe.optIn.complete();

Inspecionar as permissões de Opt-in do visitante

Conforme os visitantes fazem alterações em suas permissões, será necessário obter informações sobre as permissões resultantes para sincronizar o armazenamento de consentimentos com as alterações feitas no serviço de Opt-in. Inspecione as preferências do visitante usando as funções de permissões , por exemplo:
Exemplo de fetchPermissions
optIn.fetchPermissions(function (permissions) { // Here you can check if your category has been approved or not. // We recommend using optIn.isApproved() to check for permissions because it abstracts out the details of knowing exactly how the permissions list looks like. if (adobe.optIn.isApproved(MY_CATEGORY) { sendBeacon(); // Or something } }); OR: You can pass in shouldAutoSubscribe as true, your callback will be used to subscribe to all OptIn events going forward: function callback() { if (adobe.optIn.isApproved(MY_CATEGORY) { sendBeacon(); // Or something } } optIn.fetchPermissions(callback, true);
Consulte Documentação da API para obter mais informações sobre essas e outras funções, propriedades ou configurações mencionadas neste documento.

Armazenando as preferências do visitante

O serviço de Opt-in fornece uma opção para armazenar as preferências de consentimento adequadas a um ambiente de desenvolvimento ou a um ambiente em que não seja viável usar um CRM. Especificar a propriedade de configuração
isOptInStorageEnabled
como
true
aciona o serviço de Opt-in para criar um cookie no sistema do visitante no seu domínio.
O
adobe.optIn
objeto não tem estado e não fornece um mecanismo de armazenamento. Em vez disso, você precisa gerenciar as configurações de consentimento da Adobe na sua Plataforma de gerenciamento de consentimento (CMP) existente se ela permitir o armazenamento de dados personalizados. Ou você pode armazenar as preferências do visitante em um cookie em seu navegador. Existem duas opções para fornecer as preferências do usuário para o serviço de Opt-in:
  • Se sua solução de persistência de consentimento, seja ela um CMP ou um cookie no navegador do visitante, permitir a recuperação oportuna das preferências do visitante, você poderá fornecê-las ao serviço de Opt-in durante a inicialização do Visitante.
  • No entanto, se a recuperação demorar muito ou puder ser realizada melhor como um processo assíncrono, você pode usar a
    approve()
    função do serviço para fornecer as configurações depois de serem carregadas com sucesso.