Show Menu
TÓPICOS×

Detalhes da versão da at.js

Detalhes sobre alterações em cada versão da biblioteca at.js de JavaScript do Adobe Target.
A equipe do Target mantém apenas duas versões de at.js—a versão atual e a segunda versão mais recente. Atualize a at.js conforme necessário para garantir que você esteja executando uma versão suportada.

at.js versão 2.2.0 (10 de outubro de 2019)

Esta versão do at.js inclui os seguintes aprimoramentos e correções:
  • Desempenho aprimorado ao usar o Serviço da Experience Cloud ID (ECID) v4.4 e o at.js 2.2 em suas páginas da Web.
  • Anteriormente, o ECID fazia duas chamadas de bloqueio antes que o at.js pudesse buscar experiências. Isso foi reduzido a uma única chamada, o que melhora significativamente o desempenho.
    Atualize sua extensão de lançamento de ECID para v4.4 para aproveitar esse aprimoramento de desempenho.
  • A versão 2.2 do at.js também fornece uma nova configuração chamada serverState . Essa configuração pode ser usada para otimizar o desempenho da página quando uma integração híbrida do Target é implementada. A integração híbrida significa que você está usando o at.js v2.2+ no lado do cliente e a API de entrega ou um SDK do Target no lado do servidor para fornecer experiências. serverState oferece ao at.js v2.2+ a capacidade de aplicar experiências diretamente do conteúdo obtido no lado do servidor e retornado ao cliente como parte da página que está sendo fornecida. For more information, see "serverState" in targetGlobalSettings .

at.js versão 1.8.0 (10 de outubro de 2019)

Esta versão do at.js inclui os seguintes aprimoramentos e correções:
  • Desempenho aprimorado ao usar o Serviço da Experience Cloud ID (ECID) v4.4 e o at.js 1.8 em suas páginas da Web.
  • Anteriormente, o ECID fazia duas chamadas de bloqueio antes que o at.js pudesse buscar experiências. Isso foi reduzido a uma única chamada, o que melhora significativamente o desempenho.
Atualize sua extensão de lançamento de ECID para v4.4 para aproveitar esse aprimoramento de desempenho.

at.js versão 2.1.1 (quarta-feira, 24 de julho de 2019)

Essa versão do at.js é uma versão de manutenção e inclui os seguintes aprimoramentos e correções:
(Os números de edição entre parênteses são para uso interno da Adobe.)
  • Correção de um problema que fazia com que vários beacons fossem acionados ao usar a métrica de Rastreamento de cliques na página Metas e configurações no Visual Experience Composer (VEC). (TNT-32812)
  • Correção de um problema que fazia com que o triggerView() não renderizasse ofertas mais de uma vez. (TNT-32780)
  • Correção de um problema no triggerView() para garantir que a solicitação contivesse informações da Experience Cloud ID (ECID). (TNT-32776)
  • Correção de um problema que impedia o acionamento da notificação do triggerView() , mesmo se não houvesse exibições salvas. (TNT-32614)
  • Correção de um problema que causava um erro devido ao uso de decodeURIcomponent, que causava problemas quando o URL continha um parâmetro da sequência de consulta malformado. (TNT-32710)
  • Agora o sinalizador de beacon é definido como “true” no contexto de solicitações de entrega enviadas por meio da API do Navigator.sendBeacon() . (TNT-32683)
  • Correção de um problema que impedia que as ofertas do Recommendations fossem exibidas nos sites de alguns clientes. Os clientes podem ver o conteúdo da oferta na chamada da API de entrega, mas a oferta não foi aplicada no site. (TNT-32680)
  • Correção de um problema que fazia com que o rastreamento de cliques em várias experiências não funcionasse como esperado. (TNT-32644)
  • Correção de um problema que impedia o at.js de aplicar a segunda métrica após a falha da renderização da primeira métrica. (TNT-32628)
  • Correção de um problema ao passar o mboxThirdPartyId usando a função do targetPageParams que fazia com que a carga da solicitação não estivesse presente nos parâmetros de consulta ou na carga da solicitação. (TNT-32613)
  • Correção de um problema que fazia com que as respostas da notificação de cliques fossem bloqueadas nos navegadores Chromium (incluindo Google Chrome). (TNT-32290)

at.js versão 2.1.0 (segunda-feira, 3 de junho de 2019)

Esta versão inclui os seguintes recursos e melhorias:
  • Suporte ao Adobe Opt-in : o Adobe Opt-in é uma maneira de simplificar as integrações das soluções da Adobe com as plataformas de gerenciamento de consentimento. Para obter mais informações sobre o Adobe Opt-in, consulte Privacidade e Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR) .
  • Compatível com o CSP padrão do setor : a at.js não usa mais eval() para executar o JavaScript.
  • Registro de análises do cliente : forneça aos clientes controle total sobre como enviar dados de análise para o Adobe Analytics, seja no cliente ou no servidor.
    Para obter mais informações, consulte Registro de análises no cliente em Antes de implementar .
  • Enviar notificações : permite aos desenvolvedores enviar notificações quando uma experiência é renderizada pelo seu código em vez de usar applyOffer() ou applyOffers() .
    Para obter mais informações, consulte adobe.target.sendNotifications(options) .
  • Tamanho da at.js reduzido em ~24% : o tamanho da at.js foi reduzido em ~24%. O tamanho de arquivo menor melhora o desempenho do carregamento da página e reduz o tempo para baixar a at.js na página.

at.js versão 2.0.1 (terça-feira, 19 de março de 2019)

Essa é uma versão de manutenção e inclui os seguintes aprimoramentos e correções:
(Os números de edição entre parênteses são para uso interno da Adobe.)
  • Correção de uma condição de corrida no código de pesquisa DOM que causava exceções de JavaScript para determinados clientes. (TNT-31869)
  • As notificações que renderizaram as exibições foram desassociadas dos manipuladores de eventos do rastreamento de cliques. Inicialmente, o Target não enviava notificações se os manipuladores de eventos de clique que pertenciam a uma exibição renderizada não pudessem ser anexados. O Target agora envia uma notificação de exibição mesmo se os elementos de clique não forem encontrados. (TNT-31969)
  • Correção de um problema que fazia com que o sinalizador de redirecionamento do evento de solicitação sucedida fosse sempre definido como verdadeiro. (TNT-31907)
  • Correção de um problema que fazia com que a ação de reorganizar do VEC fosse registrada como êxito, mesmo quando os elementos estavam ausentes. (TNT-31924)
  • Correção de um problema que fazia com que as notificações de determinados clientes não contivessem o token de propriedade das Permissões empresariais. (TNT-31999)

at.js versão 1.7.1 (terça-feira, 19 de março de 2019)

Essa é uma versão de manutenção e inclui a seguinte correção:
(Os números de edição entre parênteses são para uso interno da Adobe.)
  • Correção de uma condição de corrida no código de pesquisa DOM que causava exceções de JavaScript para determinados clientes. (TNT-31869)

at.js versão 2.0.0

A at.js 2.x fornece conjuntos de recursos avançados para sua empresa personalizar tecnologias de próxima geração no lado do cliente. Essa nova versão tem como foco a atualização da at.js para ter interações harmoniosas com aplicativos de página única (SPAs).
Estes são alguns benefícios do uso da at.js 2.x que não estão disponíveis nas versões anteriores:
  • A capacidade de armazenar todas as ofertas em cache quando a página é carregada para reduzir o número de chamadas de servidor a apenas uma chamada.
  • Melhore bastante as experiências dos usuários finais em seu site, uma vez que as ofertas são exibidas imediatamente por meio do cache, sem o atraso imposto pelas chamadas tradicionais do servidor.
  • Uma linha de código simples e uma configuração de desenvolvedor única para permitir que seus profissionais de marketing criem e executem atividades A/B e Experience (XT) por meio do Visual Experience Composer (VEC) em seus aplicativos de página única.
A at.js 2.x apresenta as seguintes novas funções:
  • getOffers()
  • applyOffers()
  • triggerView()
As seguintes funções foram descontinuadas com a introdução da at.js 2.x:
  • mboxCreate()
  • mboxDefine
  • registerExtension()
Para obter mais informações, consulte Atualização da at.js 1.x para at.js 2.x e funções da at.js .
Se você precisar de suporte do Adobe Opt-in para o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR), use a at.js 1.7.0 ou 2.1.0.

at.js versão 1.7.0

O at.js 1.7.0 traz suporte à Adobe Opt-In. O Adobe Opt-In é uma maneira de simplificar as integrações das soluções da Adobe com as plataformas de gerenciamento de consentimento.
Para obter mais informações sobre o Adobe Opt-in, consulte Privacidade e Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR).
Esta versão também corrige um problema em que o Target pode substituir parâmetros de URL de redirecionamento por parâmetros provenientes do URL de redirecionamento.

at.js versão 1.6.4

O at.js 1.6.4 é uma versão de manutenção e aborda o seguinte problema:
  • Correção de uma condição de corrida que se manifestava no Microsoft Internet Explorer 11 e que causava a aplicação de ofertas duplicadas.

at.js versão 1.6.3

A versão 1.6.3 do at.js inclui as seguintes correções e aprimoramentos:
  • Os seletores agora têm o CSS ignorado se contiverem IDs ou classes CSS que comecem com um dígito, dois hifens ou um hífen seguido de um dígito (por exemplo #-123). (TNT-31061)
  • Correção de um problema introduzido na at.js 1.6.2 em que as ofertas do Visual Experience Composer (VEC) com diferentes atividades aplicáveis a um mesmo seletor CSS não respeitavam a prioridade das atividades. (TNT-31052)
  • Correção de um problema de limite de tempo para promessas em ambientes em que não havia suporte nativo a promessas. (TNT-30974)
  • Os problemas agora são capturados e relatados corretamente pelo evento de falha de renderização de conteúdo. Anteriormente, o JavaScript podia relatar uma execução bem-sucedida, mesmo que não fosse o caso. (TNT-30599)

at.js versão 1.6.2

Esta é uma versão de manutenção e aborda o seguinte problema:
  • Corrigido um problema que, em alguns sites de clientes, resultava em um loop "async" infinito.
Além disso, a versão 1.6.2 da at.js também contém todos os aprimoramentos e correções incluídos na versão 1.6.1 e 1.6.0 da at.js. Essas versões não estão mais disponíveis para download. Recomendamos que você atualize para a versão 1.6.2, se estiver usando a 1.6.1 ou 1.6.0
Aqui estão as melhorias e correções incluídas na at.js versão 1.6.1:
  • Corrigido um problema na at.js 1.6.0 que fazia com que as recomendações fossem duplicadas no Microsoft Internet Explorer 11. (TNT-30593)
  • A at.js agora garante que a lógica de substituição de borda verifique a existência de um cookie de cluster de borda para evitar um número de borda diferente se um usuário pular bordas durante uma sessão. (TNT-30563)
  • Corrigido um problema que impedia a at.js de executar ações subsequentes se o conteúdo HTML contivesse um código JS inválido. A at.js agora registra o erro e renderiza as ações restantes sem problema. (TNT-30546)
  • Foram feitas alterações para que haja uma exceção quando uma página de redirecionamento se requalificar para uma atividade de redirecionamento. (TNT-30532)
  • Corrigido um problema que impedia que o tempo limite de solicitação correto fosse propagado da solicitação da API getOffer (). (TNT-30498)
  • Corrigido um problema que impedia a at.js 1.6.0 de salvar cookies ao usar o protocolo de arquivo. (TNT-30454)
  • Corrigido um problema que fazia com que nem todas as experiências fossem entregues com redirecionamentos ao usar o Analytics for Target (A4T). (TNT-30444)
  • Corrigido um problema que fazia com que a página ficasse oculta após a chamada bem-sucedida do Target. (TNT-30358)
Aqui estão as melhorias e correções incluídas na at.js versão 1.6.0:
  • As ofertas de redirecionamento agora são automaticamente compatíveis na integração do Analytics for Target (A4T). A solução alternativa do lado do cliente foi removida. (TNT-30247)
  • O roteamento de borda do lado do cliente agora está ativado por padrão. (TNT-30261)
  • Corrigido um problema com a renderização de ação do Visual Experience Composer (VEC) quando há dependências entre as ações. (TNT-30248)

at.js versão 1.5.0

A at.js versão 1.5.0 já está disponível.
  • Os detalhes do evento at-request-succeeded contêm sinalizador de redirecionamento. Esse sinalizador pode ser usado para determinar se a página será redirecionada a um URL diferente. Caso queira saber o URL, cadastre-se em at-content-rendering-redirect . (TNT-29834)
  • Correção de um problema que fazia com que window.targetGlobalSettings.enabled falhasse com uma exceção de tempo de execução se fosse definido como false. (TNT-29829)
  • Correção de um problema que fazia com que a página falhasse ao carregar o Visual Experience Composer (VEC) se estivesse usando o código personalizado para acionar uma solicitação de mbox global o usando ocultação do evento body. (TNT-29795)
  • Suporte adicionado para screenOrientation , devicePixelRatio e webGLRenderer . Esses novos parâmetros de solicitação do Target são usados para detecção de iPhone X e outra detecção de dispositivo moderna. Para obter mais informações, consulte Dispositivo móvel . (TNT-29781)
  • Correção de um problema em que a dica de localização do Adobe Audience Manager (AAM) não é sempre enviada. (TNT-29695)
  • Em navegadores com suporte para isso, o at.js 1.5.0 é alternado para MutationObserver para polling de seletor. Versões anteriores ao at.js 1.0.0 usavam um polyfill MutationObserver, que se mostrou problemático. Para evitar problemas de polyfill, a versão 1.5.0 usa o seguinte pseudocódigo para decidir qual mecanismo de agendamento utilizar:
    if MutationObserver is supported
      scheduler = MutationObserver
    else if document is visible
      scheduler = requestAnimationFrame
    else
      scheduler = setTimeout
    
    

at.js versão 1.3.0

A at.js versão 1.3.0 já está disponível.
  • Os seguintes novos eventos estão disponíveis para ajudar no rastreamento, depuração e personalização das interações com a at.js:
    • LIBRARY_LOADED
    • REQUEST_START
    • CONTENT_RENDERING_START
    • CONTENT_RENDERING_NO_OFFERS
    • CONTENT_RENDERING_REDIRECT Para obter mais informações, consulte Eventos personalizados da at.js .
  • É possível aumentar uma solicitação de at.js com parâmetros adicionais provenientes de provedores de dados. Os provedores de dados devem ser adicionados a window.targetGlobalSettings sob o dataProviders key .
    Para obter mais informações, consulte Provedores de dados .
  • As solicitações de at.js agora usam GET, mas mudam para POST quando o tamanho do URL excede 2048 caracteres. Existe uma nova propriedade chamada urlSizeLimit , na qual você pode aumentar o limite de tamanho, se necessário. Essa alteração permite que o Target alinhe a at.js ao AppMeasurement, que usa a mesma técnica.
  • O Target agora reforça que a chave da mbox é usada na função adobe.target.applyOffer(options) . Essa chave era exigida anteriormente, mas o Target agora a aplica para garantir que tenha a validação adequada e que os clientes estejam usando a função corretamente.
  • A at.js melhorou a funcionalidade de rastreamento de eventos e cliques. O at.js usa navigator.sendBeacon() para enviar dados de rastreamento de eventos e fallback para XHR síncrono quando navigator.sendBeacon() não é suportado. Esse fallback afeta, principalmente, o Internet Explorer 10 e 11 e algumas versões do Safari. O Safari adicionará suporte para navigator.sendBeacon() no próximo iOS versão 11.3.
  • A at.js agora pode renderizar ofertas mesmo quando uma página é aberta em guias em segundo plano. Alguns clientes do Target encontraram um problema quando requestAnimationFrame() foi desativado devido ao comportamento de controle do navegador para guias em segundo plano.
  • Esta versão adiciona muitas melhorias de desempenho, incluindo callstacks mais curtos ao inspecionar um perfil de CPU do Chrome.
  • A at.js 1.3.0 não oferece mais suporte à entrega de conteúdo no Microsoft Internet Explorer 9. Para obter uma lista de navegadores compatíveis, consulte Navegadores suportados . A partir de agora, todas as solicitações serão executadas por XMLHttpRequest com suporte ao CORS sem solicitações JSONP. Essa alteração melhora muito a segurança.

at.js versão 1.2.3

A at.js versão 1.2.3 já está disponível.
  • Adiciona suporte para ofertas JSON. As ofertas JSON são suportadas apenas em atividades criadas usando o Experience Composer baseado em formulário. Atualmente, a única maneira de usar as ofertas do JSON é por meio de chamadas diretas à API. Consulte Criar ofertas JSON .

at.js versão 1.2.2

A at.js versão 1.2.2 já está disponível.
  • Correção de um problema que retornava um erro de JavaScript quando a biblioteca do Target era carregada em uma página usando o modo QUIRKS. (TNT-28312)
  • Correção de um problema que fazia com que o rastreamento de cliques no Target segmentasse as chamadas de coleta de dados do Analytics. (TNT-28261)
  • Correção de um problema que causava a falha dos getOffer() params quando targetPageParams() retornava uma string em branco. (TNT-28359)
  • Correção de um problema com geração da ID de sessão ao usar somente x. (TNT-28361)

at.js versão 1.2.1

A at.js versão 1.2.1 já está disponível.
  • Correção de um problema no rastreamento de cliques em que um link com target="_blank" impedia o Target de abrir o link em uma nova guia.

at.js versão 1.2.0

A at.js versão 1.2 já está disponível como uma versão de manutenção que contém a maioria das correções de problemas.
  • Correção de um problema que impedia ações padrão para casos especiais de rastreamento de cliques. (TNT-28089)
  • Correção de um problema no rastreamento de cliques em que um link com target="_blank" impedia o Target de abrir o link em uma nova guia. (TNT-28072)
  • Endereços IP podem ser usados como domínios de cookies. (TNT-28002)
  • Correção de um problema que causava cintilação nas ofertas de redirecionamento com uma mbox global ou outras mboxes regionais. (TNT-27978)
  • Correção de um problema que fazia a configuração da atividade de Direcionamento de experiência falhar no VEC ao alternar entre Procurar e Compor. (TNT-27942)
  • Correção de tratamento incorreto em classes de estilo de cintilação para elementos de rastreamento de cliques. (TNT-27896)
  • Correção de um problema que fazia com que os parâmetros globais da mbox se misturassem com todos os parâmetros da mbox. (TNT-27846)
  • Alterações feitas para garantir que o Handlebars, o Mustache e outras bibliotecas de modelos do lado do cliente sejam manipuladas adequadamente pela at.js. (TNT-27831)
  • Alterações feitas para garantir que sdidParamExpiry seja inicializado e passado corretamente para a API do visitante. Esta é uma regressão que foi adicionada à at.js 1.1.0 . As versões anteriores da at.js não foram afetadas. Isso afeta apenas clientes que usam ofertas de redirecionamento e o A4T. (TNT-27791)
  • Alterações feitas para garantir que SCRIPT seja executado, independentemente do atributo de tipo que está sendo usado. (TNT-27865)

at.js versão 1.1.0

Data: 2 de agosto de 2017
Os seguintes aprimoramentos e correções estão incluídos na at.js versão 1.1:
  • Adição do tratamento de token de resposta. Para obter mais informações, consulte Tokens de resposta .
  • Solução de um problema para que document.currentScript polyfill não interfira com o Angular 1.X.
  • Alterações feitas para garantir que o rastreamento de cliques não interfira na propriedade de visibilidade. Os elementos de rastreamento de cliques são marcados com a classe CSS at-element-click-tracking , em vez de at-element-marker .

at.js versão 1.0.0

Data: sexta-feira, 7 de julho de 2017
Os seguintes aprimoramentos e correções estão incluídos na at.js versão 1.0:
  • Suporte para carregar a at.js de forma assíncrona para carregamentos de página mais rápidos.
  • Suporte para pré-ocultar o conteúdo da página ao carregar a at.js de forma assíncrona.
  • Mensagem de erro melhorada quando a entrega de conteúdo está desativada.
  • Melhorias de desempenho ao entregar várias atividades.
  • Suporte ao Compactador YUI.
  • Relatório de erros para eventos personalizados durante a entrega da atividade.
  • Correção para problemas de desempenho no Microsoft Internet Explorer 11.
  • Correção para a função getOffer() que retornava um erro em alguns sites.
  • Carregue a biblioteca do Target de forma assíncrona. Para obter mais informações, consulte Perguntas frequentes da at.js .

at.js versão 0.9.7

Data: segunda-feira, 22 de maio de 2017
Os seguintes aprimoramentos e correções estão incluídos na at.js versão 0.9.7:
  • Correção de um problema relacionado a uma chave de ativo que estava faltando nas ações insertAfter e insertBefore no Visual Experience Composer (VEC). Esses problemas estavam relacionados com a migração de ofertas visuais para modelos de ofertas.

at.js versão 0.9.6

Data: quinta-feira, 13 de abril de 2017
Os seguintes aprimoramentos e correções estão incluídos na at.js versão 0.9.6:
  • Suporte à oferta de redirecionamento para A4T. Depois de baixar e instalar a at.js versão 0.9.6, poderá usar as ofertas de redirecionamento nas atividades que usam o Adobe Analytics como Fonte dos relatórios para o Target (A4T). Além da at.js versão 0.9.6, há outros requisitos mínimos que sua implementação deve atender para usar as ofertas de redirecionamento e o A4T. Para obter mais informações e outras informações importantes que você deveria saber, consulte Perguntas frequentes das Ofertas de redirecionamento - A4T .
  • Antes da at.js 0.9.6, quando a API de visitante estava presente na página e a configuração visitorApiTimeout era muito agressiva, poderia ocorrer uma situação no em que nenhum dado MCID era enviado na solicitação do TargetTarget. Isso pode levar a problemas como ocorrências não corrigidas no Analytics ao usar o A4T.
    Este comportamento foi alterado na at.js 0.9.6, mesmo que visitorApiTimeout seja definido para 1 ms, o Target tentará coletar dados de SDID, servidores de rastreamento e IDs do cliente e enviá-los na solicitação.
  • Adição da configuração selectorsPollingTimeout . Para obter mais informações, consulte targetGlobalSettings() .
  • O formato do formulário de resposta de getOffer() foi alterado. Para obter mais informações, consulte adobe.target.getOffer(options) .
  • O registro do console foi adicionado para declarações <!DOCTYPE> não suportadas.
  • Correção de um problema em que os plug-ins do Target Classic não eram aplicados corretamente quando várias ofertas padrão eram entregues a uma única mbox. (TGT-22664)
  • Melhoria na configuração de cookies para dois domínios de alto nível (TLDs) para garantir que o cookie da mbox seja definido corretamente para esses domínios (por exemplo, test.no e autodrives.ca e assim por diante).
  • O algoritmo para extrair o domínio de nível superior que deve ser usado ao salvar cookies foi alterado na at.js versão 0.9.6. Por causa dessa alteração, os cookies não pode ser salvos em endereços que usam IP. Na maioria das vezes, os endereços IP são usados para fins de teste, mas, como solução alternativa, é possível usar entradas de DNS ou ajustar o arquivo de hosts em uma caixa local.
  • Correção das ações de mover e reorganizar quando as propriedades são valores de cadeia de caracteres em vez de números inteiros.

at.js versão 0.9.4

Data: quinta-feira, 19 de janeiro de 2017
  • Os nomes das mboxes agora podem conter caracteres especiais, incluindo "E" comercial (&), para ser consistente com os requisitos de nomenclatura das mboxes usando a mbox.js.
    Para obter uma lista de caracteres especiais permitidos, consulte Configurações da at.js .
  • Adição da configuração secureOnly , que indica se a at.js deve usar somente HTTPS ou pode alternar entre HTTP e HTTPS com base no protocolo da página. Esta é uma configuração avançada cujo padrão é Falso e pode ser substituída por targetGlobalSettings .
  • A opção Suporte a navegador herdado está disponível na at.js versão 0.9.3 e posteriores. Esta opção foi removida na at.js versão 0.9.4.

at.js versão 0.9.3

Data: segunda-feira, 10 de outubro de 2016
  • Garante que as chamadas da mbox sejam acionadas no Microsoft Internet Explorer 11 quando os navegadores herdados estiverem desativados nas configurações da at.js.
  • Garante que o conteúdo padrão seja renderizado se uma oferta remota dinâmica falhar (por exemplo, se o URL estiver incorreto e retornar um erro 404).
  • Garante que os elementos sejam revelados rapidamente quando os seletores de rastreamento de cliques do VEC não puderem ser encontrados no DOM.

at.js versão 0.9.2

Data: quarta-feira, 21 de setembro de 2016
  • Adição de uma configuração optoutEnabled para ativar ou desativar a não participação no Gráfico de dispositivos. Se essa configuração for definida como true e o visitante tiver desativado o rastreamento, o navegador do visitante não fará chamadas de mbox. O Gráfico de dispositivos está atualmente na versão beta. Esta configuração é definida para false por padrão, mas deve ser definido para true se você estiver usando o Gráfico de dispositivos. Uma opção similar faz parte da mbox.js v61.
  • Adição do suporte a CustomEvent ao mecanismo de notificação. Anteriormente, o mecanismo de notificação de eventos da at.js não podia ser usado por meio das APIs DOM padrão, como document.addEventListener() . Agora você pode usar document.addEventListener() para assinar eventos at.js, como eventos de solicitação e eventos de renderização de conteúdo.
  • Correção de um problema relacionado às ofertas criadas no Visual Experience Composer (VEC). Antes desta versão, o Target ocultava os seletores e os exibia apenas quando todos os seletores eram correspondidos. Na at.js 0.9.2, o Target exibe os seletores assim que correspondidos.

at.js versão 0.9.1

Data: quinta-feira, 14 de julho de 2016
  • Fornece à at.js um tempo limite para o Serviço de ID de visitante, que é independente do tempo limite do próprio serviço.
  • Corrige um problema na versão 0.9.0 que afetava as implementações que usavam at.js em algumas páginas e mbox.js em outras.
  • Se você usar o Adobe Analytics como a fonte de relatórios da sua atividade, não será necessário especificar um servidor de rastreamento durante a criação da atividade usando a mbox.js versão 61 (ou posterior) ou a at.js versão 0.9.1 (ou posterior). A biblioteca mbox.js ou at.js envia automaticamente os valores do servidor de rastreamento ao Target. Durante a criação da atividade, é possível deixar o campo Servidor de rastreamento em branco na página Metas e configurações.

at.js versão 0.9.0

Versão do Target: 16.6.1
Data: 23 de junho de 2016
  • Corrige um problema de tela branca ao usar ofertas do VEC. Qualquer pessoa que utilize a at.js deve atualizar para esta nova versão.
  • Nova API registerExtension .
    Esta nova API permite que os desenvolvedores acessem determinados módulos jQuery usados na at.js para desenvolver extensões (também conhecidos como plug-ins) para a biblioteca. Existem algumas implicações para essa alteração. Isso afeta apenas os usuários que usam esses recursos:
    • A API getSettings() () removida, mas a mesma funcionalidade está disponível usando registerExtension() .
    • A API getTracking() () removida, mas a mesma funcionalidade está disponível usando registerExtension() .
    • A extensões existentes (por exemplo, as extensões AngularJS) devem ser atualizadas para usar a abordagem registerExtension() .
  • Nova notificação de at.js] API.
    O objetivo desse sistema de notificação é fornecer mais informações sobre o que a at.js está fazendo na página e quando há problemas. Um problema comum observado com o VEC: uma versão de TI altera a página, um seletor de VEC é interrompido e o teste para de fornecer conteúdo corretamente. Um objetivo desse sistema de notificação é tornar esse problema de entrega conhecido na página, para que os desenvolvedores possam acessar essas informações, transmiti-las para um sistema como o Adobe Analytics e enviar alertas aos proprietários do negócio, informando-os de que ocorreram problemas no teste.
  • Novo método da API targetGlobalSettings() .
    Você pode substituir as configurações na biblioteca da at.js, em vez de configurar as configurações no Target Standard/Premium UIou usando as apis REST.

at.js versão 0.8.0

Data: 5 de maio de 2016.
Esta é a primeira versão oficial da biblioteca at.js.
A at.js é uma nova biblioteca de implementação do Target, projetada para implementações típicas da Web e aplicativos de página única.
at.js substitui mbox.js para implementações de Adobe Target.
Embora at.js substitua mbox.js, o mbox.js continuará sendo suportado. Para a maioria das pessoas, at.js oferece vantagens em relação à mbox.js. Isso dá tempo para testar a at.js e alterar a implementação das suas páginas.
Entre outros benefícios, a at.js melhora o tempo de carregamento de página para implementação da Web, melhora a segurança e fornece opções de implementações melhores para aplicativos de página única.
A at.js contém os componentes que foram incluídos em target.js; portanto, target.js não é mais chamada.
Ao implementar a at.js, esteja ciente do seguinte:
  • As versões do Internet Explorer anteriores à 8 não são suportadas.
  • A implementação assíncrona significa que integrações legadas, como Test&Target para o plug-in do SiteCatalyst, podem não funcionar.
  • TargetOs plug-ins do que referenciam objetos e métodos da não são suportados.mbox.js
  • Todas as chamadas ao Target são feitas por XMLHTTPRequest e o conteúdo é retornado por JSON.